22 de fevereiro de 2017

CSA e ASA se enfrentam na estreia da Série C do Brasileiro; confira tabela.

A CBF divulgou a tabela do Campeonato Brasileiro da Série C nesta quarta-feira. Representantes de Alagoas, ASA e CSA fazem um dos jogos da primeira rodada, com o mando de campo do Azulão do Mutange. Na segunda rodada, o clube azulino pega o Sampaio Corrêa, no Maranhão, enquanto que o Alvinegro recebe o Remo, em Arapiraca.

Nas rodadas seguintes do primeiro turno, o CSA tem pela frente: Botafogo-PB (fora), Moto Club-MA (casa), Remo (fora), Confiança (casa), Fortaleza (casa), Salgueiro (fora) e Cuiabá (fora). O ASA encara Sampaio Corrêa (casa), Fortaleza (fora), Salgueiro (casa), Moto Club-MA (fora), Cuiabá (fora), Botafogo-PB (casa) e Confiança (fora).

No segundo turno, a sequência é a mesma, mas com os mandos invertidos. A última rodada da primeira fase está marcada para o dia 10 de setembro. A Série C tem dois grupos com dez clubes, com quatro de cada passando para a próxima fase.

Atacante Daniel Cruz recebe proposta do São Caetano e é liberado pelo CSA.

O atacante Daniel Cruz está de saída do CSA. De acordo com Raimundo Tavares, presidente do Conselho Deliberativo do Azulão, o São Caetano-SP fez uma proposta e a direção azulina resolveu liberar o jogador. Daniel pertence ao Santa Rita e estava emprestado ao clube do Mutange.

Campeão da Série C de 2016 pelo Boa Esporte, Daniel chegou ao CSA com grande expectativa por parte da torcida maruja. Fez sete gols no Campeonato Brasileiro do ano passado. No Azulão, vinha atuando aberto pelo lado direito, o que pode ter prejudicado seu rendimento. Ele era um dos mais cobrados pelos azulinos.

A última partida dele vestindo a camisa azulina foi contra o Itabaiana-SE, no dia 11 de fevereiro, pela Copa do Nordeste. Foi substituído no intervalo. Além do confronto contra o time sergipano, ele atuou contra Sport, CRB, Sete de Setembro, ABC e Murici. Agora, o elenco azulino conta com Luís Soares, Alex Henrique, Jacó e Jeam. A direção segue procurando um camisa nove, mas tem encontrado dificuldade no mercado.

CSA dispensa zagueiro Lucas Silva e atacantes Luís Ricardo e Joãozinho.

De acordo com a assessoria de imprensa do Azulão, a diretoria liberou o zagueiro Lucas Silva e os atacantes Joãozinho e Luís Ricardo. O trio chegou ao clube em dezembro. Eles estavam emprestados pelo Santa Rita. Agora, o grupo conta com 28 jogadores.

Lucas atuou apenas nos amistosos da pré-temporada. Joãozinho foi titular contra o Coruripe, pela terceira rodada do Campeonato Alagoano. Ricardo entrou no segundo tempo das vitórias contra Coruripe e CEO, pelo estadual.

Pelo Campeonato Alagoano, o CSA entra em campo neste sábado, às 16h30, contra o Sete de Setembro, em Coruripe, no Estádio Gerson Amaral. O ASA só atua no estadual no dia 2 de março, em casa, diante do Murici.

Fonte: Globoesporte

17 de fevereiro de 2017

CSA fica no empate em 1x1 com Murici e reassume liderança no grupo B. FAF volta atrás e confirma CSA x CRB no Estádio Rei Pelé, domingo, às 17h.

Azulão acabou beneficiado pela derrota do ASA para o CEO (3x1), em Olho d'Água das Flores; time do Mutange já volta as atenções para clássico.

O CSA perdeu os 100% de aproveitamento no Campeonato Alagoano. Porém, o time do Mutange se tornou o único invicto com o empate em 1x1 na noite desta quinta-feira (16), quando encarou o Murici, no Estádio José Gomes da Costa, pela 5ª rodada do Estadual. Com este resultado, o Azulão foi a 13 pontos e reassumiu a liderança isolada no grupo B.

Tudo porque o ASA acabou derrotado por 3x1 também nesta noite, em partida realizada no Estádio Edson Matias, em Olho d'Água das Flores, Sertão alagoano. Com isso, o Alvinegro estacionou nos 12 pontos, ficando apenas 1 atrás do CSA, enquanto o CEO assumiu a vice-liderança de sua chave, com 6 pontos, 4 a menos que o líder CRB.

O Murici, por sua vez, somou seu segundo ponto em cinco jogos até aqui. O time comandado pelo técnico Roberval Davino segue sem vencer na competição - com 2 a menos que o Sete de Setembro, ainda segura a lanterna no grupo A.

Técnico azulino destaca força do Murici jogando no Estádio José Gomes da Costa e já pensa no Clássico das Multidões, contra o CRB, no próximo domingo, em Coruripe.

O CSA até largou na frente do Murici, mas sofreu o gol no comecinho do segundo tempo e saiu de campo com o empate no Estádio José Gomes da Costa, pela quinta rodada do Campeonato Alagoano. Se a vitória não foi possível, fica o ponto conquistado na casa do adversário agradou o técnico e a invencibilidade foi mantida no estadual. Oliveira Canindé lembrou a dificuldade de enfrentar o Alviverde fora de casa.

- Como eu falei, jogar aqui dentro nunca foi fácil. A última vez que jogamos aqui, empatamos por 2 a 2. Então, sempre foi difícil e não vai ser agora que vai ser fácil. É um adversário forte, difícil, venceu o Juventude aqui dentro de casa, um time que subiu para a Série B, então é um adversário respeitável. Respeitando é bom, e fazermos o nosso melhor é melhor ainda. Agora é olhar bem para o que precisamos fazer e fazer da melhor maneira possível - avaliou.

O treinador sabe que a cobrança do torcedor azulino é grande, mas garante que tem utilizado a melhor formação para a equipe.

- Às vezes, o torcedor pede uma coisa, pede outra, e você precisa centrar no que você está fazendo para que possa fazer o melhor. Assim, esse torcedor vai se alegrar depois do jogo, não importando quem esteja jogando. Então, quem torce para o CSA tem que saber que o melhor para o CSA é quem está jogando, e ele precisa fortalecer aquele que está jogando. O próximo jogo, é um outro jogo, uma outra situação, é momento de nós estudarmos, vermos o que nós precisamos fazer e fazer da melhor maneira possível - assegurou.

Canindé já projeta a próxima partida do Azulão e sabe que não será uma tarefa fácil encarar o CRB, domingo, a partir das 17h, no Estádio Gerson Amaral. Ele disse que o time precisa fazer para sair de campo com a vitória sobre o maior rival.

- O que nós precisamos fazer é pensar bem, assentar bem no que precisamos fazer, colocar fogo nos meninos para que eles atentem no que está por vir e façam o seu melhor com dedicação e entrega, porque o nosso torcedor também está ansioso esperando um grande resultado da nossa equipe. Precisamos dar essa resposta e alegrar os nossos torcedores e aqueles que confiam, acompanham e esperam o máximo de todos nós - disse.

FAF volta atrás e confirma CSA x CRB no Estádio Rei Pelé, domingo, às 17h.

Faltando apenas dois dias para a disputa do Clássico das Multidões, a Federação Alagoana de Futebol voltou atrás e modificou o local da partida entre CSA e CRB, válida pela sexta rodada do Campeonato Alagoano. Na tarde desta sexta-feira, a FAF divulgou a nova alteração e o duelo, que estava marcado para o Estádio Gerson Amaral, em Coruripe, agora será disputado no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

Há dois dias, a própria federação havia publicado um Informativo de Modificação de Tabela (IMT). Informou que o jogo seria realizado em Coruripe.

Apesar de ser disputada na capital alagoana, a partida entre azulinos e regatianos será realizada com os portões fechados. Apenas imprensa e alguns convidados dos dois clubes estarão presentes.

Essa decisão da FAF de autorizar o jogo entre CSA e CRB contraria uma determinação do Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas (TJD/AL), que condenou os clubes com a perda de cindo mandos de campo, para o Azulão, e quatro mandos para o Galo; condenação esta mantida pelo Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

No entanto, o presidente do STJD, Ronaldo Botelho Piacente, que já havia confirmado a proibição de os clubes jogarem em Maceió, foi consultado pelos clubes, analisou melhor o caso e informou que a partida poderá ser realizada na capital alagoana, porém ,com a manutenção dos portões fechados.

Além de CSA e CRB, outra partida alterada pela FAF foi o duelo entre Miguelense e Murici. Esse confronto estava marcado para as 16h de domingo, dia 19, e agora passará a ser disputado às 20h, também no Estádio Rei Pelé.

Fonte: Globoesporte

15 de fevereiro de 2017

CSA e Murici se enfrentam no José Gomes da Costa, nesta quinta às 20h30.

De um lado, o CSA. São quatro vitórias nas quatro primeiras rodadas do Campeonato Alagoano e a liderança do Grupo B dividida com o ASA. Do outro lado, o Murici que apesar da classificação na Copa do Brasil, o Verdão é o único que não venceu na competição estadual e segura, com um ponto, a lanterna da outra chave. As duas equipes se enfrentam no Estádio José Gomes da Costa, nesta quinta-feira, às 20h30.

A vitória contra o CEO aliviou a pressão no ambiente do CSA. O Azulão carregava uma sequência negativa com a eliminação diante do Sport, na Copa do Brasil, e derrotas para CRB e Itabaiana, na Copa do Nordeste. Além de amenizar o clima, a última partida também serviu para os reservas mostrarem serviço para Oliveira Canindé. Mota, que teve excelente atuação, pode ganhar a vaga de Jeferson, e Jacó, autor do gol, deve permanecer no time inicial.

Para Oliveira Canindé, a vitória diante do CEO serviu para começar a aliviar o clima de pressão!

- Você tem que começar e só pode começar a mudar vencendo. A partida serviu para que eu desse ritmo de jogo, ou tentasse dar ritmo de jogo para alguns atletas que estão chegando por último, porque eu não tenho como fazer isso na semana, porque não dá. Nós jogamos anteontem, não podemos esquecer isso, e já jogamos hoje. Então, não tem como. Conseguimos um grande resultado pela imposição, pela disposição, pela coragem, e nós, como equipe que somos, pela torcida que representamos, pelo clube que nós procuramos honrar a camisa, o que tínhamos que fazer? Vencer. Vencemos. 1 x 0 também são três pontos - comemorou.

José Reinaldo Figueiredo apita a partida contra o Murici, com o auxílio dos assistentes Pedro Jorge Santos e Brígida Cirilo Ferreira. Gustavo da Silva é o quarto árbitro.

Murici: Dias; Paulo Sérgio, Cláudio, Edson Veneno e Thalisson; Patrick, Rambo, João Paulo e Tarcísio; Deysinho e Alexandre. Técnico: Roberval Davino

CSA: Mota; Celsinho, Leandro Souza, Douglas Marques e Rafinha; Serginho (Marcos Antônio), Everton Heleno, Didira, Thiago Potiguar, Alex Henrique (Daniel Cruz); Jacó. Técnico Oliveira Canindé.

Vice-jurídico do CSA confirma a saída do atacante Giancarlo do clube azulino

Ricardo Omena afirma que desligamento do centroavante foi feito em comum acordo. Contratado com status de goleador, jogador só ficou em campo por 45 minutos.

Durou pouquíssimo tempo a permanência do atacante Giancarlo no CSA. Contratado para ficar no Azulão até o dia 01 de novembro, após uma polêmica envolvendo a transferência do Cruzeiro-RS para o clube alagoano, o centroavante de 34 anos não faz mais parte do elenco comandado pelo técnico Oliveira Canindé. Em entrevista ao GloboEsporte.com, o vice-jurídico do clube, Ricardo Omena, confirmou que o atleta está desligado.

- Houve um acordo com o atleta, ele não faz mais parte do plantel do CSA. O desligamento dele não foi por deficiência técnica, foi feito um acordo em comum. No momento, não temos mais condições de manter o contrato e estamos tomando as providências necessárias para encerrá-lo. A gente agradece a colaboração dele ao CSA e deseja sucesso na trajetória dele - informou o advogado azulino.

A passagem de Giancarlo foi relâmpago. Contratado com status de goleador, o jogador atuou pelo clube em exatos 45 minutos, no segundo tempo derrota do Azulão para o Sport, por 4 a 1, pela primeira fase da Copa do Brasil, no Estádio Rei Pelé. Aparentando estar acima do peso, o atacante não demonstrou ritmo de jogo e foi facilmente marcado pela zaga do Leão.

Fonte: Globoesporte

10 de fevereiro de 2017

CSA x CEO muda de local mais uma vez, passando, agora, para o Gerson Amaral. Panda ficará de fora neste sábado e Daniel já está regularizado.

Motivo é que evento promovido por Secretaria de Educação e Cultura de Murici será no mesmo dia e horário desta partida.

Evento promovido por Secretaria de Educação e Cultura de Murici no mesmo horário de CSA x CEO levou a direção azulina a alterar o local da partida válida pela 4ª rodada do Campeonato Alagoano, marcada para a noite da próxima segunda-feira (13). Com isso, o duelo envolvendo o vice-líder do grupo B vai, agora, acontecer em Coruripe, município do litoral Sul, e no mesmo horário: às 20h30.

Detalhe é que o confronto no Estádio Gérson Amaral será realizado com portões fechados, em virtude de punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em virtude da confusão generalizada entre torcedores de CSA e CRB, no gramado do Rei Pelé, após a final do Alagoano 2016.

Antes, porém, o Azulão vai enfrentar o Itabaiana, às 16h deste sábado, no Estádio Rei Pelé, pela 3ª rodada da Copa do Nordeste. Por ainda sentir dor em uma das panturrilhas, ausência certa será a do volante Panda. Quem vai estar de volta é o meia Didira. O jogador, que não enfrentou o Sport pela Copa do Brasil por ter machucado o joelho no treino de terça-feira, trabalhou normalmente com bola nesta manhã, depois de realizar trabalho físico nessa quinta.

Serginho, que teve boa atuação contra o Coruripe, pela 3ª rodada do Estadual, é quem deve substituir Panda. Portanto, uma provável escalação tem Jeferson; Celsinho, Leandro Souza, Douglas e Rafinha; Serginho, Everton Heleno, Didira e Thiago Potiguar; Alex Henrique e Daniel Cruz.

Daniel Costa já foi regularizado no BID.

E foi publicado no final da manhã desta sexta-feira, no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, o nome do meia Daniel Costa, o mais recente reforço azulino. O atleta, porém, não deve ser relacionado para o confronto deste sábado, já que ainda busca recuperar a melhor forma física.

Com vendagem acontecendo na Loja do Azulão (Maceió Shopping) e na Poly Sport (Centro e Shopping Pátio), os ingressos para o jogo CSA x Itabaiana custam R$ 10 para a arquibancada baixa, R$ 20 para a arquibancada alta, e R$ 50 para a cadeira especial do Rei Pelé.

Panda está fora do jogo desse Sábado.


Panda não se recupera das dores na panturrilha e está fora do jogo contra o Itabaiana-SE, neste sábado, pela Copa do Nordeste. O técnico Oliveira Canindé confirmou que o volante Serginho entra em seu lugar. Serginho faz a dupla de volantes com Everton Heleno.

Fontes: Gazetaweb e Globoesporte

8 de fevereiro de 2017

CSA está fora da Copa do Brasil, Azulão jogou muito mal e perdeu por 4X1 para o Sport no Trapichão.

O Sport acelerou no 2º tempo, goleou o CSA por 4x1 e segue na Copa do Brasil 2017.

Após um jogo até equilibrado na primeira etapa, o jogo virou, e o Leão atropelou o Azulão do Mutange no Estádio Rei Pelé, para mais uma decepção da sua grande torcida!

O Sport não fez muita força para eliminar o CSA. O primeiro tempo foi até equilibrado, mas o Leão avançou na etapa final, fez três gols e goleou por 4 a 1, no Rei Pelé, em Maceió. Garantiu sem sustos a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. Nesta quarta, Rithely, Everton Felipe, Rogério e Thallyson marcaram para o time pernambucano. Alex Henrique, em impedimento, descontou.

Na segunda fase, o Sport vai enfrentar o Sete de Dourados, que bateu o River-PI nesta quarta, por 1 a 0, no Mato Grosso do Sul. O local do jogo da segunda fase vai ser definido por sorteio.

O CSA agora volta as atenções para a Copa do Nordeste. Sábado, enfrenta o Itabaiana, às 16h, também no Rei Pelé.

Primeiro tempo até equilibrado.

O Sport começou melhor, em cima. O problema era o último passe: finalizava muito pouco. O CSA estava mais recuado e demorou um pouco para acordar. Quando o jogo estava mais morno, Rithely, aos 12, acertou um chute improvável, de fora da área, e venceu o goleiro Jefferson, que saltou, mas não achou nada.

Perdendo, o CSA avançou a linhas e começou a apertar. Everton Heleno era o principal jogador do time alagoano, e o Sport recuou. Mesmo assim, o Leão criou ótima chance aos 21, numa boa trama ofensiva. Everton Felipe bateu no contrapé de Jeferson, que fez linda defensiva, no reflexo. Aos 29, o empate, com polêmica. Everton Heleno bateu falta com muita categoria, Magrão fez milagre para salvar e Alex Henrique, impedido, colocou pra dentro: 2 a 1. Perto do fim, Leandro Pereira ainda obrigou o goleiro do CSA a pegar em dois tempos.

Leão ataca no 2º tempo.

No segundo tempo, o Sport foi pra dentro do campo ofensivo e marcou o segundo logo aos 5 minutos, em jogada individual de Everton Felipe. Ele deu um lindo drible em Rafinha e bateu de longe, da direita: a bola ainda tocou em Douglas e tirou Jeferson da jogada.

Aos 17, Rogério fez o terceiro. Dominou a bola na esquerda, driblou Leandro Souza e bateu no canto esquerdo do goleiro do CSA, que foi nela, mas não achou. Depois, o time da casa ainda tentou ir ao ataque, mas não teve força para diminuir a diferença. A situação ainda piorou. Aos 31, Lenis achou Diego Souza livre na área. O meia cabeceou, Jeferson defendeu, mas, no rebote, Thallyson marcou o quarto. No finalzinho, Lenis fez boa jogada, tirou do goleiro do CSA e chutou: em cima da linha, Rafinha livrou o time alagoano de levar o quinto.

Só resta ao CSA se levantar e dar a volta por cima, pois ainda restam três campeonatos a disputar em 2017. Nós Torcedores Azulinos esperamos que essas derrotas sirvam de exemplo para todos, e que não se repitam mais nos grandes clássicos!

Fonte: Globoesporte

A TORCIDA MAIS FANÁTICA DO NORDESTE DO BRASIL!

O show da torcida Azulina

O show da torcida Azulina
...o trapichão é nosso!