20 de agosto de 2017

CSA dormiu e perdeu para o Confiança por 2 a 0 em Aracajú e Ney diz: "Time achou que venceria de qualquer jeito". Azulão do Muntange também perdeu a liderança da Série C.

Click na tabela para visualiza-la melhor.


Azulão perde para o Confiança por 2 a 0 e de quebra perdeu a liderança, e técnico também elogiou o adversário. O CSA mirava a classificação antecipada para as quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, mas viu a invencibilidade cair na tarde deste sábado (19). O Azulão perdeu para o Confiança por 2 a 0, na Arena Batistão, em Aracaju-SE. O jogo valeu pela 15ª rodada da Terceirona. Tito, de pênalti, abriu o placar aos 22' e Alvaro ampliou aos 33' da primeira etapa.

O Confiança acabou com a invencibilidade de 12 jogos do CSA, sendo 11 só na Terceirona. O Azulão do Mutange permanece com 27 pontos, mas pode perder a liderança do Grupo A caso o Sampaio Corrêa vença o Fortaleza no Castelão, em São Luís-MA. O Dragão respira na luta contra o rebaixamento, chegou aos 16 pontos e empurrou o Moto Club para a zona da degola.

Apagão

Com a surpresa de Leandro Souza na vaga de Thales, suspenso, e Lobão no banco, o CSA entrou em campo pilhado. Logo no primeiro minuto, Leandro cabeceou forte em jogada aérea e Genivaldo realizou uma grande defesa. O Dragão acordou, distribuiu as peças e iniciou o ataque. Aos 7', Tito passou por Jorge Fellipe e caiu na área. O árbitro mandou seguir, os jogadores discutiram e foram amarelados. Aos 21, Álvaro recebeu na grande área, girou em cima de Leandro Souza e sofreu a penalidade. Tito bateu forte no canto direito de Mota, que foi na bola, mas não chegou.

O Azulão do Mutange tentou o empate aos 25', em cobrança de falta de Daniel Costa, só que Genivaldo voou para espalmar. Aos 30', Everton Santos finalizou e Mota defendeu. Três minutos depois, saiu o segundo gol dos donos da casa. Álvaro tabelou com Everton, Boquita falhou no corte e o camisa 11, na frente de Mota, encheu o pé e anotou o dele.

Impaciente com a atuação do CSA, Ney da Matta trocou Dick e Rosinei por Celsinho e Gustavinho aos 36'. O time alagoano ainda teve a oportunidade de diminuir aos 50'. Michel invadiu a área e travou o chute em Genivaldo. A bola sobrou livre para Gustavinho. Sozinho, o atacante errou feio e isolou para o alto.

Goleiros seguram placar

Na vantagem com dois gols, o Confiança iniciou o segundo tempo administrando o resultado e jogando defensivamente. O CSA teve muita dificuldade para penetrar a retranca sergipana e apenas trocava passes pacientemente. Aos 17', Ney tirou Boquita e colocou Didira na partida. O confronto ganhou emoção apenas nos últimos minutos, quando o Dragão se abriu para matar o jogo no contra-ataque.

Tanto Genivaldo, quanto Mota precisaram realizar grandes defesas. Genivaldo operou dois milagres em lances seguidos no ataque marujo. Enquanto Mota parou a ofensiva do Confiança em chute de fora da área e defesa com o pé.

Na opinião do treinador azulino Ney da Mata, alguns setores de sua equipe não cumpriram com planejado.

- Eu vejo que o adversário estava precisando vencer e jogando em casa. Todos que jogarem contra o CSA terão essa visão de aproveitar o momento para se entregar e jogar muito. Não podemos tirar o mérito do adversário. Eu não acho que faltou entrega do nosso time, eu acho que faltou um pouco de responsabilidade de alguns setores para fecharmos o corredor que era a válvula de escape deles.

No dia 27, às 19h15, o CSA enfrenta o Fortaleza, na Arena Castelão. Antes, terça-feira, o compromisso é contra o Parnahyba, na partida de volta da pré-Copa do Nordeste. O jogo está marcado para as 21h, no Estádio Rei Pelé.

Ficha técnica

Confiança
1- Genivaldo
2- Felipe Cordeiro
3- Gabriel
4- Anderson
6- Radar
5- Jardel (16- Diogo, aos 38' do 1º tempo)
8- Everton (21- Thiago Silvy, aos 44' do 2º tempo)
7- Rafael Villa
10- Tito (17- André Beleza, aos 23' do 2º tempo)
11- Alvaro
9- Frontini
Técnico: Ailton Silva
Banco: 12- Henrique, 13- Matheus Salustiano, 14- Madona, 15- Eduardo, 16- Diogo, 17- André Beleza, 18- Gilsinho, 19- Tiquinho, 20- Romulo, 21- Thiago Silvy e 22- Jussimar.

CSA
1- Mota
2- Dick (13- Celsinho, aos 36' do 1º tempo)
3- Leandro Souza
4- Jorge Fellipe
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Boquita (19- Didira, aos 17' do 2º tempo)
7- Edinho
10- Daniel Costa
20- Rosinei (22- Gustavinho, aos 36' do 1º tempo)
9- Michel
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12- Alexandre Cajuru, 13- Celsinho, 14- Rodrigo Lobão, 15- Raul Diogo, 16- Marcos Antônio, 17- Vanger, 18- Caíque, 19- Didira, 21- Daniel Angulo, 22- Gustavinho, 23- Maxuell e 11- Francisco Alex.

Cartão amarelo
Confiança: Frontini, Diogo, Felipe Cordeiro.
CSA: Jorge Fellipe, Dawhan.

Arbitragem
Árbitro: Douglas Marques das Flores (CBF/SP);
Auxiliar 1: Leandro Matos Feitosa (CBF/SP);
Auxiliar 2: Renata Xuel X. de Brito (CBF/SP);
4º árbitro: Claudionor dos Santos Junior (CBF/SE).

Fontes: TNH1 e Globoesporte

12 de agosto de 2017

CSA está no rumo certo e bate o Remo por 2x0 ficando muito próximo da classificação.

O CSA segue implacável na Série C de 2017, Invicto há 11 jogos, o Azulão do Mutange se isolou na liderança do Grupo A e chegou aos 27 pontos. Já o Leão do Norte ficou na quarta posição, com 18 pontos. O CSA venceu o Remo por 2 a 0 na tarde deste sábado (12), no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O jogo valeu pela 14ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Rafinha, de falta, abriu o placar aos 35' do primeiro tempo e Didira ampliou aos 39' da etapa final.

1º TEMPO

O CSA foi melhor no primeiro tempo. Tomou conta, mas não teve tantas chances claras. Chegou mais na bola parada. Aos sete minutos, Daniel Costa cobrou escanteio e Jorge Fellipe não chegou. Levou perigo. O Remo estava fechado, mas não segurou a pressão. Aos 35 minutos, Rafinha bateu uma falta do meio da rua e acertou no cantinho. Ela ainda tocou na trave antes de entrar. Três minutos depois, Thales teve um gol anulado. O zagueiro do Azulão estava impedido. O Remo fez uma troca ainda na etapa inicial. Léo Goiano trocou Ilaílson por Flamel. Antes do fim, Michel quase marcou o segundo gol de falta.

2º TEMPO

O segundo tempo teve um ritmo parecido com o primeiro. Incisivo,o CSA continuou com muito mais posse de bola. Criou logo aos sete, com Michel. Dick cruzou e o atacante desviou de cabeça. Bela defesa de Vinícius. Teve mais. Daniel Costa quase marcou num chutaço de longe, e, na sequência, Edinho acertou a trave. Ele recebeu um passe de Daniel na área e bateu rasteiro, no poste, aos 23 minutos. O CSA teve outra chance com Edinho, que entrou livre, mas finalizou em cima de Vinícius. Aos 39, o desfecho. Edinho deu um belo toque por cima e Didira tirou de Vinícius com um toquinho de cabeça. A bola morreu mansa no gol do Leão.

SOBRANDO

O CSA encaminhou a classificação para os mata-matas da Série C. Fez um jogo seguro em Maceió, sem sustos. Neste sábado, o Azulão mandou nos dois tempos e venceu o Remo por 2 a 0, gols de Rafinha e Didira. Chegou a 27 pontos e manteve a liderança isolada do Grupo A. Melhor, abriu nove pontos para o time paraense. O Azulão está muito perto de garantir até matematicamente uma vaga na segunda etapa do Brasileiro.

Ficha técnica do jogo

CSA
1- Mota
2- Dick (13- Celsinho, aos 17' do 2º tempo)
3- Thales
4- Jorge Fellipe
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Boquita
7- Edinho
10- Daniel Costa (15- Caíque, aos 29' do 2º tempo)
20- Rosinei (19- Didira, aos 22' do 2º tempo)
9- Michel
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12- Alexandre Cajuru, 13- Celsinho, 14- Rodrigo Lobão, 15- Caíque, 16- Raul Diogo, 17- Vanger, 18- Francisco Alex, 19- Didira, 11- Jonathan, 21- Daniel Angulo, 22- Michel Schmöller e 23- Maxuell.

Remo
1- Vinícius
2- Ilaílson (19- Flamel, aos 42' do 1º tempo)
3- Leandro Silva
4- Bruno Costa
6- Gerson
5- João Paulo
8- França
7- Dudu
10- Eduardo Ramos (18- Jayme, aos 19' do 2º tempo)
11- Edgar (17- Danilinho, aos 31' do 2º tempo)
9- Luiz Eduardo
Técnico: Léo Goiano
Banco: 12- André Luís, 13- Martony, 14- Tsunami, 15- Igor João, 16- Jackinha, 17- Danilinho, 18- Jayme e 19- Flamel.

Cartão amarelo

Remo: Bruno Costa, Jayme, Ilaílson, Gerson, Eduardo Ramos e João Paulo.
CSA: Thales, Dawhan e Michel

Arbitragem

Árbitro: Diego Pombo Lopez (CBF/BA);
Auxiliar 1: Adailton José de Jesus Silva (CBF/BA);
Auxiliar 2: Dijalma Silva Ferreira Jr. (CBF/BA);
4º árbitro: José Ricardo Vasconcellos Laranjeiras (CBF/AL).

Fontes: TNH1 e Globoesporte

5 de agosto de 2017

CSA empata fora de casa em 1x1 com o Moto Club/MA, sendo o gol já nos acréscimos do 2º Tempo, evitou a derrota e manteve a liderança agora com 24 Pontos no Brasileiro da Série C - Grupo A.

O Líder isolado e com apenas uma derrota na competição, o CSA foi até o Estado do Maranhão para enfrentar o Moto Club em partida válida pela 13ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro 2017 na noite deste sábado (05). O mandante abriu o placar aos 15 minutos com gol contra de Jorge Felipe - CSA, e o próprio zagueiro azulino se redimiu empatando nos acréscimos da etapa final.

O Azulão do Mutange chegou aos 24 pontos e segue na ponta da tabela, mas pode ser ultrapassado pelo Fortaleza, caso a equipe cearense vença o ASA ainda neste sábado. Já o Papão do Norte seguiu na oitava colocação, o primeiro fora da zona de rebaixamento, com 13 pontos.

Moto Club sai na frente com gol contra.

A partida começou movimentada, com a primeira oportunidade logo aos 2 minutos. Em investida do CSA, Daniel Costa fintou o marcador na entrada da área e tentou o chute, mas foi travado em seguida. Aos 5’, o Moto respondeu com cruzamento a meia altura de Alex Henrique, mas Thalles afastou o perigo. O mandante investe principalmente nas jogadas de velocidade pela esquerda, enquanto o Azulão busca os contra-ataques. E justamente no contragolpe, a equipe visitante tentou aos 12’ em jogada de Raul Diogo pela esquerda, que tentou mandar na área. O cruzamento foi cortado pela defesa.

O primeiro gol saiu aos 15 minutos, em cobrança de falta. Lorran levantou a bola na área e, na confusão, o zagueiro Jorge Felipe fez contra de cabeça, para a tristeza do torcedor marujo. Por pouco o Moto não amplia aos 21’, quando Paquetá lançou boa bola pela direita para Daniel Barros, mas a zaga fez o corte para escanteio no último momento. Aos 27’, um lance assustou os jogadores dos dois clubes, quando, ao subir para o cabeceio, o zagueiro Thalles deixou o cotovelo e acertou o meia Alex Henrique, ex-jogador marujo, na cabeça. O atleta caiu apagado em campo e teve que ser retirado de maca, mas se recuperou e voltou à partida momentos depois.

O CSA sofreu muito com os três desfalques no elenco e não conseguiu chegar com qualidade ao ataque, enquanto o Moto Club, apesar de estar na frente no placar, não conseguiu propor o jogo, esperando as investidas adversárias.

Pressão do CSA e gol no minuto final

O CSA voltou pressionando e ainda contou com a expulsão do lateral Diego Renan, do Moto, logo aos 10 minutos. O time alagoano pressionava os maranhenses e voltou a carimbar o travessão, dessa vez com Maxuell após cobrança de escanteio de Daniel Costa.

O técnico do Moto, Marcinho Guerreiro, reclamou da arbitragem no jogo. Aos 15 minutos do segundo tempo, José Claudio (SP) expulsou o lateral-direito Diego Renan, no que entendeu ser uma entrada violenta em campo. Com isso, o Moto atuou durante 30 minutos com um a menos.

Em busca do empate, Dic aproveitou outro escanteio e finalizou com perigo, mas a bola passou ao lado do gol defendido por Saulo. O CSA manteve a pressão até o fim do jogo e foi premiado com um gol aos 47, quando Jorge Felipe recebeu a bola dentro da área e mandou para o fundo da rede, garantindo o empate para o Azulão.

Ficha técnica

Moto Club-MA
1- Saulo
2- Diego Renan (Expulso aos 11' do 2T)
3- Michel
4- Lula
6- Lorran
5- Diogo Oliveira
8- Felipe Dias
7- Danillo Bala
10- Alex Henrique (19-Valber, aos 37' do 2T)
11- Daniel Barros (18-Toni Galego, aos 26' do 2T)
9- Paquetá (15-Tote, aos 12' do 2T)
Técnico: Marcinho Guerrero
Banco: 12- Mateus, 13- Laerte, 14- André Penalva, 15- Tote, 16- Jerson, 17- Baggio, 18- Toni Galego, 19- Valber, 20- Rone

CSA
31- Mota
2- Dick
3- Thalles
4- Jorge Felipe
6- Rafinha
20- Rosinei (15-Caique, aos 15' do 2T)
8- Boquita
11- Raul Diogo (16-Vanger, aos 20' do 2T)
10- Daniel Costa
7- Edinho (17-Maxuell, aos 27' do 2T)
9- Daniel Angulo
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12- Dalton, 13- Celsinho, 14- R. Lobão, 15- Caique, 16- Vanger, 17- Maxuell, 19- Didira, 22- Michel Schmöller

Arbitragem
Árbitro: José Claudio Rocha Filho (CBF/SP);
Auxiliar 1: Anderson José de Moraes Coelho (CBF/SP);
Auxiliar 2: Bruno Salgado Rizo (CBF/SP);

Fonte: TNH1 e Globoesporte

30 de julho de 2017

CSA 2x1 Botafogo/PB - Azulão do Mutange continua líder do Brasileiro da Série C - Grupo A. Equipe Maruja chegou aos 23 pontos e voltou a vencer após três empates consecutivos.

De virada, o CSA venceu o Botafogo-PB por 2 a 1, em Maceió, e reassumiu a liderança do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Thalles, aos 10, e Dawhan, aos 32 minutos da segunda etapa, marcaram os gols do Azulão. Antes disso, Dico, aos 43 minutos do primeiro tempo, fez o gol da equipe paraibana.

Com o resultado, o time marujo chegou aos 23 pontos e voltou a vencer após três empates consecutivos. Já o alvinegro perdeu a quinta partida seguida e aparece na 6ª colocação, com 14 pontos. Confira a classificação no fim desta matéria.

Dawhan e Marcos Antônio receberam o terceiro cartão amarelo e desfalcam a equipe alagoana na partida do próximo sábado, 5, quando o Azulão encara o Moto Club-MA, às 16h, no Castelão, pela 13ª rodada. No mesmo dia, mas às 20h, o Belo visita o Salgueiro, no Estádio Cornélio de Barros.

1º Tempo - Quem não faz, leva!

O CSA viveu um bom momento na parte final do primeiro tempo. A equipe do Mutange teve mais mobilidade em campo e assustou o adversário em pelo menos três ocasiões. Primeiro, o atacante Michel errou o cabeceio e mandou a redonda por cima do gol paraibano. Logo depois, Marcos Antônio encontrou Jorge Felipe dentro da área, porém o zagueiro, sem marcação, cabeceou fraco e facilitou a defesa de Michel Alves.

A melhor chance maruja aconteceu quando a zaga do Belo deu bobeira e a bola caiu nos pés de Marcos Antônio dentro da área. O camisa 11 finalizou, mas a redonda saiu pela linha de fundo após desvio dos defensores. Uma grande chance desperdiçada pelo meia azulino.

Apesar de se aproximar do gol, o Azulão vacilou nos últimos instantes e ficou atrás no placar. Aos 43 minutos, Dico mostrou esperteza e aproveitou um cochilo da defesa alagoana para abrir o placar no Rei Pelé. O Botafogo-PB foi pouco ofensivo, porém soube ser eficiente quando esteve no ataque.

2º Tempo - Virada azulina

A equipe alagoana retornou focada em reverter o resultado. Logo aos 4', Gustavinho deu um passe para Edinho, que acertou a trave do Belo. Cinco minutos depois, Daniel Costa cobrou falta rasteira e Michel Alves espalmou para escanteio. O gol azulino amadureceu e foi feito pelo alto. Aos 10 minutos, Daniel Costa insistiu no ataque e levantou a bola para área, Thalles subiu mais que a zaga do rival e cabeceou sem chances para Michel Alves.

Rafael Oliveira tentou estragar a reação azulina, porém o centroavante não aproveitou a nova bobeira da defesa e carimbou o travessão de Mota. Um minuto depois, a torcida do CSA voltou a comemorar quando Dawham resolveu arriscar de longe, aos 32 minutos. A bola desviou em Dick e terminou na rede do alvinegro. O placar deixou o time alagoano satisfeito e foi administrado pelos atletas marujos até o apito final.

Não foi fácil mas o CSA conseguiu vencer o Botafogo da Paraíba por 2 x 1, de virada, voltando ao primeiro lugar do Grupo A do Brasileiro da Série C.

O próximo jogo do CSA será fora de casa, em São Luis do Maranhão no estádio do Castelão, diante do Moto Clube, Sábado dia 05 de Agosto às 16h.

Ficha técnica

CSA

1- Mota
2- Dick
3- Thalles
4- Jorge Felipe
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Boquita
11- Marcos Antônio (23-Gustavinho, no intervalo) / (19-Didira, aos 17' do 2T)
10- Daniel Costa
7- Edinho (21-Daniel Angulo, aos 25' do 2T)
9- Michel
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12-Cajuru, 13-Celsinho, 14-Rodrigo Lobão, 15-Raul Diogo, 16-Francisco Alex, 17-Vanger, 18-Caíque, 19-Didira, 20-Rosinei, 21-Daniel Angulo, 22- Michel Schmoller e 23-Gustavinho.

Botafogo-PB
1- Michel Alves
28- Walber
21- André Santos
3- Plínio
6- Fernandes (22-Cleyton, aos 36' do 2T)
7- Djavan
20- Magno
2- Gustavo (8-Val, aos 27' do 2T)
25- Fernandinho
11- Dico (23-Roger Gaúcho, aos 24' do 2T)
19- Rafael Oliveira
Técnico: Itamar Schulle
Banco: 12-Edson, 29-Jonas, 14-Alyson, 8-Val, 16-Sapé, 23-Roger Gaúcho, 10-Marcinho, 22-Cleyton, 18-Vanderlei e 9-Warley.

Cartão Amarelo

CSA: Daniel Angulo, Dawhan, Boquita e Marcos Antônio;
Botafogo-PB: Plínio, Fernandinho e Rafael Oliveira.

Arbitragem

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro - RJ (CBF);
Auxiliar 1: Michael Correia - RJ (CBF);
Auxiliar 2: Carlos Henrique Alves de Lima Filho - RJ (CBF);
4º árbitro: Júlio César Ferreira Farias - AL (CBF).

Confira a tabela abaixo, logo após a partida que do Azulão do Mutange venceu por 2x1 o Botafogo/PB.
Click na tabela para visualiza-la melhor.


Fontes: TNH1 e Globoesporte

23 de julho de 2017

CSA empata com o Sampaio Corrêa no Rei Pelé e sai vaiado de campo, final CSA 1x1 Sampaio.

Esse foi o terceiro empate consecutivo do Azulão do Mutange, e deixou a sua torcida muito irritada. Já o Tricolor jogou melhor e por pouco não conquistou a vitória em Maceió.

O CSA continua como líder do Grupo A, mas vive um momento de instabilidade. Neste domingo, o Sampaio Corrêa foi pra cima, jogou bem e empatou o jogo por 1 a 1, no Rei Pelé. O Azulão até abriu o placar no segundo tempo, com Daniel Costa, mas Isac deixou tudo igual. Foi o terceiro empate seguido do time alagoano na Terceirona. Insatisfeita com atuação, a torcida vaiou os jogadores depois da partida. O Tricolor foi melhor e poderia ter vencido pois deu muito trabalho a zaga azulina em Maceió.

1º Tempo

O Sampaio colocou o bloco na rua no primeiro tempo. Não ficou preso ao sistema de marcação. Trocou passes, finalizou e colocou Mota para trabalhar. Aos seis minutos, Marlon finalizou bem e o goleiro pegou. Depois, o zagueiro Thales salvou o CSA em cima da linha. O Azulão respondeu aos 11, com Edinho, que finalizou bem, mas parou em Alex Alves. O Sampaio continuou melhor, ameaçando, e Felipe Marques acertou um chutaço aos 33 minutos. O goleiro do CSA fez uma bela defesa.

2º Tempo

O CSA foi vaiado na saída para o intervalo, e o técnico Ney da Matta radicalizou. Fez duas mudanças. Trocou Michel Schmöller e Angulo, respectivamente, por Daniel Costa e Gustavinho. Causou efeito. O time alagoano foi para cima e abriu o placar na primeira grande chance, de falta. Daniel Costa bateu com muita precisão, aos 10 minutos, tirando do goleiro Alex Alves.O Sampaio precisou remar e empatou. Aos 33, Hiltinho cruzou na medida e Isac venceu o goleiro Mota. Ousado, o Tricolor quase virou com Felipe Marques, que chutou, mas não passou por Thales. O zagueiro estava bem colocado e livrou o CSA de uma derrota em casa.

O CSA volta a jogar no próximo domingo, às 16h, contra o Botafogo-PB. Segundo jogo seguido no Rei Pelé. Sábado, o Sampaio recebe o ASA, às 16h, no Castelão, em São Luís.

Fonte: Globoesporte


17 de julho de 2017

CSA anuncia promoção "casadinha" para as próximas duas partidas contra o Sampaio Correa e o Salgueiro no Estádio Rei Pelé.

Preços promocionais serão válidos para os torcedores que quiserem comprar o pacote de ingressos para os dois próximos jogos no Rei Pelé.

A diretoria do CSA confirmou uma promoção para a venda de ingressos dos dois próximos jogos da equipe em Maceió. A ideia é fazer com que os torcedores adquiram o pacote de ingressos para as partidas contra o Sampaio Corrêa, no dia 23 de julho, e Salgueiro, no dia 30 de julho.

As arquibancadas baixas que custam R$ 20,00 por partida, custarão R$ 30,00 para os torcedores que quiserem adquirir ingressos antecipados para as duas partidas. As arquibancadas altas, que custam R$ 30,00 por partida, custarão R$ 50,00 no pacote da casadinha. Já nas cadeiras especiais o preço individual é de R$ 60,00 para cada jogo e R$ 100,00 para os dois jogos.

De acordo com a assessoria de imprensa do clube, os ingressos começarão a ser vendidos nesta terça-feira. Os pontos de venda serão: Loja do Azulão, no Maceió Shopping, na Jatiúca; Arena das Torcidas, no Farol e na Serraria; e na Polysports, no centro e no Shopping Pátio, no Benedito Bentes.

CSA arruma a defesa, mas ainda sofre para fazer gols: um em três partidas.
Ney da Matta estuda uma formação que aumente a força ofensiva do time.

O técnico Ney da Matta está fazendo um trabalho específico com o ataque do CSA. Ajusta aqui, mexe ali. Nas últimas rodadas, o setor não foi muito produtivo e isso se refletiu nos empates contra Cuiabá e ASA. Em três partidas, o time fez apenas um gol, contra o Salgueiro. Por outro lado, a defesa não é vazada há cinco partidas. O treinador tenta achar o equilíbrio.

A esperança de gols do Azulão é o centroavante Daniel Angulo. Reforço badalado, o equatoriano estreou no clássico de sábado, mas ainda não está no auge físico. Longe disso. Precisa de ritmo, tempo de bola e uma sequência para engrenar. O próprio Ney da Matta falou sobre isso. Mas, pelo potencial que tem, ele precisa jogar. Contra o ASA, o camisa 9 teve três ótimas chances, mas não guardou. Finalizou de cabeça, num chute e numa antecipação.

Ney também vem buscando alternativas. Na semana passada, testou nos treinos uma formação com três atacantes e colocou em prática no segundo tempo do clássico. Jogaram Michel, Angulo e Vanger. Dois jogadores abertos e um homem de referência. Não surtiu efeito, pelo contrário. O CSA perdeu o meio-campo com a entrada de Vanger, que jogou na direita, e deixou de criar oportunidades. Passou até a ser pressionado.

Michel, artilheiro do Azulão na Série C, com três gols, foi deslocado para a esquerda e não apareceu no clássico. O treinador defende que o atacante pode fazer a função, mas, pelo menos contra o ASA, não funcionou. Gustavinho é a opção de velocidade para o ataque.

Fonte: Globoesporte

15 de julho de 2017

CSA empata com o ASA em Arapiraca e continua sozinho na liderança do Brasileiro da Série C 2017.

Azulão do Mutange chegou aos 19 pontos e segue em primeiro no Brasileiro da Série C - Grupo A, lembrando que nenhuma equipe poderá superar o CSA nessa 10ª rodada. Já a equipe Alvinegra continua perto da zona de rebaixamento, agora com 11 pontos.

O clássico alagoano na Série C não teve vencedor. Em Arapiraca, ASA e CSA empataram sem gols na noite deste sábado e a situação dos times não mudou muito na tabela. Agora com 19 pontos, o Azulão segue na liderança do Grupo A. Com 11, o Alvinegro caiu uma posição e está em oitavo, ameaçado pela zona de rebaixamento.

Este foi o quinto empate do ASA em seis jogos. Não perdeu desde a chegada do técnico Marcelo Vilar, mas também venceu apenas uma vez. O CSA, que estreou o meia Edinho e o centroavante Angulo, faz as duas próximas partidas em Maceió.

- Foi uma partida difícil, mas conquistamos um ponto importante. Agora, diante da nossa torcida, vamos tentar fazer o melhor no próximo jogo - comentou Angulo, que teve quatro chances de gol no clássico.

O CSA volta a campo apenas no dia 23, no Rei Pelé. O duelo, válido pela 11ª rodada, será contra o Sampaio Corrêa, às 16h. No dia 24, o ASA vai encarar o Remo, às 21h, no Mangueirão, em Belém.

Primeiro tempo ruim

O jogo foi fraco no primeiro tempo. O campo ruim, pesado, atrapalhou muito. Precisando vencer, o ASA ficou mais com a bola, deu trabalho a Mota em jogadas alaçadas na área, mas não criou nada especial. O CSA teve chance num lance em que Thales atrapalhou Lobão na área, e numa finalização do estreante Angulo. Edinho fez boa jogada, aos 30 minutos, e serviu ao centroavante, que foi apertado por Everton e concluiu mal. Esta foi a melhor oportunidade da etapa inicial.

Jogo mais aberto na etapa final

O segundo tempo foi bem melhor. Mais agressivo, o CSA teve duas chances seguidas com Angulo. Celsinho cruzou na medida, da direita, o centroavante se antecipou a Eron e finalizou para fora. Na sequência, Daniel Costa colocou a bola na cabeça de Angulo, que testou com firmeza, aos seis minutos. Carlão fez uma linda defesa. Um pouco antes, o ASA chegou numa cabeçada de André Lima. Mota pegou.

Aos 13 minutos, Edinho recebeu na área do ASA, se livrou do marcador e bateu: com os pés, Carlão fez outra grande defesa. O ASA deu o troco aos 23, com Jean Carlos, que passou pelos marcadores e finalizou da entrada área: Mota defendeu com o pé. No fim, Jean chutou de longe e a bola assustou o goleiro do CSA.

Ficha técnica

ASA
1- Carlão
2- Everton
3- André Lima
4- Eron
6- Aírton
5- Mazinho (17-Nata, aos 33' do 2T)
7- Leanderson
8- Djalma (19-Rafael, aos 17' do 2T)
10- Doda
11- Jean Carlos
9- Márcio Telê (21-Viola, no intervalo)
Técnico: Marcelo Vilar
Banco: 12-Luís Cetín, 13-Mauro Viana, 14-Fernando Lopes, 15-Kessi, 16-Gaspar, 17-Nata, 18-Palhinha, 19-Rafael, 20-Thiaguinho, 21-Viola, 22-Kanu e 23-Téssio.

CSA
1- Mota
2- Celsinho
3- Thalles
4- Rodrigo Lobão
6- Rafinha
5- Dawhan
11- Marcos Antônio (18-Boquita, aos 36' do 2T)
7- Edinho (20-Vanger, aos 27' do 2T)
10- Daniel Costa (15-Francisco Alex, aos 30' do 2T)
9- Michel
8- Daniel Angulo
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12-Cajuru, 13-Raul Diogo, 14-Leandro Souza, 15-Francisco Alex, 16-Caíque, 17-Rosinei, 18-Boquita, 19-Didira, 20-Vanger e 21-Michel Schmoller.

Cartão Amarelo
ASA: Aírton, Mazinho, Leanderson e Jean Carlos;
CSA: Marcos Antônio, Boquita, Francisco Alex, Michel e Daniel Angulo.

Arbitragem
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva - SP (CBF);
Auxiliar 1: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo - SP (FIFA);
Auxiliar 2: Alex Ang Ribeiro - SP (CBF);
4º árbitro: Dênis da Silva Ribeiro Serafim - AL (CBF).

Na 11ª rodada, o ASA visita o Remo/PA, no dia 24, às 21h, no Mangueirão.
Um dia antes, o CSA enfrenta o Sampaio Corrêa/MA, que foi derrotado pelo Moto Club/MA, nesta tarde, e permaneceu com 15 pontos, em segundo lugar. O jogo está agendado para às 16h, no Estádio Rei Pelé.

Fontes: Globoesporte e TNH1.

11 de julho de 2017

CSA 0x0 Cuiabá registra mais de 10 mil pagantes no Rei Pelé - Atacante Angulo é regularizado e já pode defender o Azulão do Mutange no próximo sábado diante do ASA em Arapiraca.

Renda bruta foi de R$ 193.974,00 e, subtraídas as despesas, Azulão ficou com R$ 118.672,77.
O borderô do jogo entre CSA e Cuiabá registrou 10.082 pagantes. No total, 11.708 azulinos estiveram nesse domingo no Rei Pelé. O público foi o maior do Azulão na Série C do Brasileiro. A renda bruta da partida foi de R$ 193.974,00. Deduzidas as despesas, o clube ficou com R$ 118.672,77.

O boletim financeiro de CSA x Cuiabá confirma uma crescente de público do Azulão em jogos da Série C. Anteriormente, o borderô do jogo contra o Fortaleza era o maior, com total de 8.590 torcedores.

CSA e Cuiabá se enfrentaram pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. O jogo terminou empatado por 0 a 0. Com o resultado, o Azulão fechou o turno na liderança do Grupo A, com 18 pontos. O próximo jogo do CSA será contra o ASA, sabádo, às 21h, em Arapiraca.

Confira os números do cinco jogos do CSA na Série C de 2017, no Rei Pelé.

CSA 3 x 0 ASA (1ª rodada)
Público pagante - 3.785
Público total - 6.632
Renda - R$ 42.586,00
Líquido - R$ 4.203,71

CSA 2 x 1 Moto Club (4ª rodada)
Público pagante - 5.547
Públco total - 6.814
Renda - R$ 88.460,00
Líquido - R$ 36.289,69

CSA 1 x 1 Confiança (6ª rodada)
Público pagante - 6.214
Público total - 7.332
Renda - R$ 110.326,00
Líquido - R$ 53.131,39

CSA 1 x 0 Fortaleza (7ª rodada)
Público pagante - 7.316
Público total - 8.590
Renda - R$ 131.412,00
Líquido - R$ 67.714,77

CSA 0 x 0 Cuiabá (9ª rodada)
Público pagante - 10.082
Público total - 11.708
Renda - R$ 193.974,00
Líquido - R$ 118.672,77

Rei do empate, Cuiabá fecha espaços e fica no zero com o líder CSA.

- Foi um jogo difícil. Era o líder, o CSA, jogo equilibrado, mas acredito que foi bom. As duas equipes atacaram bastante e vamos levar esse ponto para Cuiabá - comentou o lateral-direito Bruno Lins, do Dourado.

O empate sem gols do CSA contra o Cuiabá foi a oportunidade para dois jogadores azulinos entrarem no time de Ney da Matta e apresentarem o cartão de visitas aos mais de 11 mill torcedores que estiveram presentes no Rei Pelé.

Regularizados durante a semana, o zagueiro Rodrigo Lobão e o meia-atacante Edinho puderam vestir a camisa azul e branco pela primeira vez diante da massa azulina, que compareceu em bom número ao estádio. Ex-atleta do Linense e com passe vinculado ao Santos, Lobão entrou na vaga deixada por Thalles, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com segurança e seriedade, atuou pelo lado direito da defesa azulina e não deixou espaços para o ataque adversário trabalhar.

O camisa 3 do CSA foi protagonista de dois lances decisivos da partida, ambos na segunda etapa. Aos sete minutos, aproveitou cruzamento e, de cabeça, mandou para o fundo da rede do goleiro Douglas Dias. Porém, foi pego em posição de impedimento e o gol foi anulado. Já aos 18', após cobrança de escanteio, Dawhan tocou de cabeça e Lobão, na vontade de fazer o gol, acabou desviando a bola que tinha endereço certo. O ímpeto pra balançar a rede cuiabana terminou atrapalhando. No final da parrtida, aos 42 minutos, parou um contra-ataque do Dourado e recebeu o cartão amarelo. Enfim, substituiu bem o titular, fez uma boa estreia e mostrou que é uma peça importante para o treinador utilizar durante a competição nacional.

A outra estreia ficou por conta de Edinho. Ex-Guarani, o meia-atacante entrou em campo no finalzinho da primeita etapa, na vaga deixada por Gustavinho, que saiu sentindo um incômodo muscular. Coincidentemente, no último treino coletivo, na sexta-feira, o técnico Ney da Matta promoveu essa alteração [Edinho no lugar de Gustavinho]. Com a entrada dele, o treinador inverteu o posicionamento do Didira. Até então atuando pelo lado direito, ele foi para o lado esquerdo do meio-campo, enquanto o estreante ficou pela direita.

Mostrou ser um jogador de muita velocidade, fazendo quase o papel de ponta. Com a bola nos pés, partiu pra cima dos adversários e tentou chegar por várias vezes à linha de fundo. Em alguns momentos, se excedeu na vontade e acabou colocando muita velocidade na bola. Também contribuiu muito no quesito marcação, dando pressão na saída de jogo do Cuiabá e arracando aplausos da torcida azulina pela força de vontade. Aparentemente, tem qualidade e será uma boa opção para entrar, principalmente no segundo tempo, explorando a velocidade diante dos adversários desgastados.

O CSA se mantém na liderança da chave, agora com 18 pontos. Com dez, o Cuiabá ocupa a oitava colocação.

O Jogador teve seu nome publicado no BID da CBF na manhã desta segunda-feira.
A correria para regularizar Daniel Angulo foi grande, mas no final, todo esforço valeu a pena e agora o equatoriano já pode vestir a camisa do CSA em jogos da Série C do Campeonato Brasileiro. O nome do centroavante foi publicado no Boletim Informativo da CBF na manhã desta segunda-feira.

O reforço foi anunciado pelo clube alagoano no dia 11 de junho. Cinco dias depois, ele foi apresentado aos torcedores azulinos no intervalo da partida contra o Confiança. Teve direito até a volta olímpica no gramado do Rei Pelé. Desde então, a mobilização foi grande para que o centroavante estreasse no time o mais rápido possível. Virou novela. Na útima semana, o jogador chegou a viajar com o diretor de futebol do CSA, Marcelo de Jesus, para São Paulo para agilizar os trâmites.

Com tudo oficializado, Angulo deve fazer a sua estreia no clássico alagoano na Série C, diante do ASA. Os times se enfrentam no próximo sábado, em Arapiraca, pela 10ª rodada da Terceirona. Angulo chega com a missão de ajudar o ataque do Azulão, que tem, ao lado do Botafogo-PB, o segundo melhor ataque da competição nacional – até agora são 11 gols em nove jogos.

Fonte: Globoesporte

2 de julho de 2017

CSA vence fora de casa a equipe do Salgueiro por 1x0 - Azulão do Mutange continuar líder do Brasileiro, o jogo foi válido pela 8ª rodada da Série C 2017 - Grupo A.


CONFRONTO DO LANTERNA X O LÍDER CSA
O confronto deste domingo colocou frente a frente os dois extremos do Grupo A do Brasileiro da Série C.
De um lado, o lanterna Salgueiro com 5 pontos. Do outro, o líder CSA com 14 pontos.

O jogo foi com muitas faltas, sete cartões amarelos e muitas chances de gols para as duas equipes, mas não deu outra o líder não deixou barato jogando fora de casa e ganhou mais uma, o Azulão do Mutange - CSA fez 1x0 fora de casa e chegou aos 17 pontos.

RESUMO DA PARTIDA
Com um gol de Michel, aos 42 minutos do segundo tempo, o CSA venceu o Salgueiro/PE por 1 a 0, na tarde deste domingo (02), e garantiu a liderança do Grupo A por mais uma rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. o jogo foi realizado no Estádio Cornélio de Barros, no Sertão de Pernambuco.

Pega, Cajuru!
O time pernambucano foi mais presente no campo azulino durante a etapa inicial, e aos 12 minutos, chegou a balançar a rede do visitante. Porém, o árbitro assinalou falta de ataque e anulou o lance. O Azulão respondeu em uma cobrança de falta de Boquita. O goleiro Mondragon se atrapalhou e a zaga do Carcará afastou o perigo.

O Salgueiro mostrou mais intensidade e quase marcou aos 23 minutos. Em jogada individual, Álvaro driblou o zagueiro Jorge Felipe, arrumou a bola para o pé direito e mandou uma “bomba” para fora. Mas, a melhor chance para abrir o placar saiu dos pés de Rodolfo. Após William Lira sofrer pênalti, o volante pegou a bola e fez a cobrança. Cajuru ficou no meio do gol e defendeu a finalização.

O “9” decide
O CSA viveu um bom momento no começo da etapa final. Marcos Antônio mostrou disposição, invadiu a área da equipe pernambucana e tentou o chute, mas a bola ficou na defesa. Na sequência, Michel arrematou por cima do gol.

A equipe sertaneja buscou ser ofensiva, porém mostrou desorganização e pecou na concretização das jogadas. Daniel Costa quase complicou a vida do rival em um tiro livre. Mondragon pulou para fazer uma grande defesa. Porém, o arqueiro do Carcará não evitou o gol de Michel. Aos 42 minutos, o atacante recebeu passe de Rafinha e chutou sem chances para o goleiro.

Já a outra equipe Alagoana venceu sua partida em Arapiraca, o Fantasma conseguiu uma bela vitória diante de seu torcedor e o placar final foi ASA 2 X 1 Botafogo-PB. Com o resultado o ASA passou a ocupar a sétima posição com 9 pontos, no mesmo grupo A onde está o CSA como líder.

Ficha técnica

Salgueiro
1- Mondragon
2- Diego Aragão (21-Jean, aos 23' do 2T)
3- Ranieri
4- Luiz Eduardo
6- Daniel
5- Rodolfo
8- Moreilândia
7- Toty
10- Cássio (19-Dadá, aos 28' do 2T)
11- Álvaro
9- William Lira
Técnico: Evandro Guimarães
Banco: 12-Luciano, 13-Maurício, 14-Rafael Araújo, 15-Paulo Vítor, 16-Vítor Caicó, 17-Jaíldo, 18-Diogo Roberto, 19-Dadá, 20-Piauí e 21-Jean.

CSA
1- Cajuru
2- Dick
3- Thales
4- Jorge Felipe
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Boquita
11- Marcos Antônio (21-Jonathan, aos 25' do 2T)
10- Daniel Costa (17-Caíque, aos 35' do 2T)
7- Gustavinho (15-Raul Diogo, aos 45' do 2T)
9- Michel
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12-Dalton, 13-Celsinho, 14-Leandro Souza, 15-Raul Diogo, 16-Francisco Alex, 17-Caíque, 18-Rosinei, 20-Maxuell, 21-Jonathan e 22-Michel Schmoller.

Cartão Amarelo
Salgueiro: Luiz Eduardo, Daniel, Moreilândia e Cássio;
CSA: Thales, Jorge Felipe, Rafinha e Dawhan.

Arbitragem
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus - RJ (CBF);
Auxiliar 1: Gabriel Conti Viana - RJ (CBF);
Auxiliar 2: Daniel de Oliveira Alves Pereira - RJ (CBF);
4º árbitro: Tiago Nascimento dos Santos - PE (CBF).

O próximo jogo do CSA será em casa, no estádio rei pelé com a presença da sua grande torcida azulina, quem sabe com casa cheia para ver mais uma bela vitória do Azulão do Mutange. O confrnto acontece contra o Cuiabá, Domingo dia 09/07/2017 às 16h00.

Nesse momento, a classificação do grupo do Azulão do Mutange é a seguinte:
(CLICK NA IMAGEM PARA VER MELHOR)


Fontes: Gazetaweb, Globoesporte, TNH1 e SR. GOOOL

26 de junho de 2017

CSA volta a liderança do Grupo A com vitória sobre o Fortaleza por 1x0

O jogo de hoje valia a liderança da sua chave, um jogo tenso na Série C de 2017. O detalhe que decidiu a partida desta segunda, no Rei Pelé, foi um chute de fora da área do Atacante Azulino Gustavo, aos 31 minutos do primeiro tempo. A bola ainda desviou em Jorge Fellipe e entrou no cantinho. A vitória por 1 a 0 do CSA sobre o Fortaleza colocou o time alagoano na primeira colocação do Grupo A, agora com 14 pontos. O Tricolor ficou nos 13 e caiu para o terceiro posto.

O Azulão do Mutange foi mais eficiente e venceu por 1x0.

O CSA fez o dever de casa na primeira etapa e soube envolver o Fortaleza. Aos 2', Boquita pegou de fora da área e Marcelo Boeck espalmou. Dez minutos depois, Gustavo foi acionado na direita, bateu por baixo e acertou a trave. O Leão tentava responder, mas esbarrava no último bote da zaga azulina.

Aos 32', Marcos Antônio mandou pelo alto, a bola ficou viva na entrada da área e Gustavo soltou a bomba para abrir o placar. Os visitantes pressionaram pelo empate, só que faltou organização. Dos chutes para o gol, nenhum com perigo para o goleiro Mota.

Os times voltam a jogar no próximo domingo pela Série C. O CSA visita o Salgueiro, às 16h, no Estádio Cornélio de Barros. Já o Fortaleza recebe o Confiança, às 18h, na Arena Castelão.

Ficha técnica

CSA
1- Mota
2- Dick
3- Thales
4- Jorge Felipe
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Boquita
7- Gustavo (19- Didira, aos 9' do 2º tempo)
10- Daniel Costa (18- Caique, aos 17' do 2º tempo)
11- Marcos Antônio
9- Michel (23- Maxuell, aos 23' do 2º tempo)
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12- Dalton, 13- Celsinho, 14- Leandro, 15- Mateus, 16- Raul, 17- Francisco Alex, 18- Caique, 19- Didira, 20- Jonathan, 21- Rosinei, 22- Michel Schmöller e 23- Maxuell.

Fortelaza
1- Marcelo Boeck
2- Felipe
3- Rodrigo Mancha
4- Ligger
6- Adalberto
5- Anderson Uchôa
22- Pablo
7- Pedro Carmona (20- Leandro Lima, aos 20' do 2º tempo)
10- Adenílson (17- Jô, no intervalo)
11- Hiago
9- Lúcio Flávio (19- Leandro Cearense, aos 35' do 2º tempo)
Técnico: Paulo Bonamigo
Banco: 12- Matheus Inácio, 13- Edimar, 14- Wellington Reis, 8- Ronny, 16- Jefferson, 17- Jô, 19- Leandro Cearense e 20- Leandro Lima.

Cartão amarelo
CSA: Thales, Boquita, Jorge Felipe.
Fortaleza: Pablo, Marcelo Boeck.

Arbitragem
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (CBF/MG);
Auxiliar 1: Magno Arantes Lira (CBF/MG);
Auxiliar 2: Felipe Alan Costa de Oliveira (CBF/MG);
4º árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (CBF).

Fontes: Globoesporte e TNH1

19 de junho de 2017

CSA - De acordo com o presidente do clube, Rafael Tenório,Três jogadores rescindiram contrato hoje, são eles: lateral-esquerdo Rayro, o meia-atacante Thiago Potiguar e o atacante Luís Soares.

Após cinco rodadas como líder, CSA cai para segundo no Grupo A da Série C de 2017. Com isso, três jogadores também rescindiram contrato com o CSA na tarde desta segunda-feira. De acordo com o presidente do clube, Rafael Tenório, confirmou que o lateral-esquerdo Rayro, o meia-atacante Thiago Potiguar e o atacante Luís Soares não fazem mas parte do elenco azulino para 2017.

"Nós sentamos e rescindimos. Estávamos com o elenco um pouco inchado de trinta e poucos jogadores e vimos que não íamos utilizar. O Soares também tem a situação de que não vinha jogando nas últimas partidas" explicou o Presidente Rafael Tenório.

O CSA liderou o Grupo A nas cinco rodadas iniciais da Série C do Campeonato Brasileiro. O Azulão até tinha chance de continuar como primeiro colocado, mas ficou no empate, em casa, com o Confiança. Sem vencer, restou torcer contra o Fortaleza na partida contra o Sampaio Corrêa. Sem sucesso.

Na noite desse domingo, o time cearense venceu por 3 a 0, chegou aos 13 pontos e assumiu a liderança do grupo. O CSA tem 11 pontos e caiu para segundo. A equipe alagoana ainda pode cair mais uma posição. Nesta segunda, Botafogo-PB e Remo-PA fecham a sexta rodada.

Caso os paraibanos vençam por três ou mais gols, eles ficam em segundo. Os paraenses também podem ultrapassar o CSA, mas precisam ganhar por, no mínimo, quatro gols. O jogo será às 21h, no Estádio Almeidão, em João Pessoa.

A próxima rodada marca o confronto entre CSA e Fortaleza. O duelo será no dia 26, uma segunda-feira, às 21h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O Azulão volta a ficar na frente do Leão do Pici em caso de uma vitória simples.

CSA providencia documentação de Daniel Angulo e espera regularização na sexta.

Atacante equatoriano foi apresentado pelo Azulão do Mutange na partida contra o Confiança.


A semana vai ser de expectativa para o CSA e o atacante Daniel Angulo. O equatoriano vai para seus primeiros treinamentos e ficará aguardando a regularização. Francisco José, supervisor de futebol do Azulão, informou que o jogador vai tirar o CPF e a carteira de trabalho na manhã desta segunda-feira.

Francisco disse que, conseguindo essa documentação, o passo seguinte é gerar o contrato do jogador. Segundo ele, Angulo não vai precisar do visto de trabalho, o que agiliza a regularização. O supervisor ainda comentou que, se tudo caminhar bem, o clube espera enviar o contrato para a CBF na quarta-feira e que Daniel tenha seu nome publicado no BID na sexta-feira.

A janela de transferência internacional no Brasil abre na terça-feira, dia 20. Se o atacante for regularizado até sexta, ele fica à disposição do técnico Ney da Matta para o jogo contra o Fortaleza, pela sétima rodada da Série C, que será dia 26, em Maceió, no Estádio Rei Pelé.

O elenco do Azulão ganhou folga neste fim de semana e se reapresenta às 15h30 desta segunda-feira. Com 11 pontos, o Azulão ainda é o vice-líder do Grupo A, mas ainda aguarda o resultado do jogo que acontece hoje Botafogo/PB x Remo/PA para saber sua posição ao final da rodada.

Segue na tabela abaixo estatísticas atualizadas dos maiores públicos e rendas.

O elenco azulino folgou no fim de semana e se reapresentou hoje às 15h30.
Os jogadores deverão encerrar a preparação no domingo pela manhã para o jogo de segunda-feira contra o Fortaleza.

Fontes: Globoesporte e Sr. Goool.

16 de junho de 2017

CSA 1x1 Confiança - em baixo de chuva, Azulão do Mutange deixou escapar uma vitória diante de sua grande torcida. O atacante Equatoriano Daniel Angulo foi apresentado nesta sexta no Rei Pelé.

O Centro Sportivo Alagoano recebeu o Confiança nesta sexta-feira (16), às 20h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela sexta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro 2017. O Azulão entrou em campo embalado pela liderança e a apresentação do atacante equatoriano Daniel Angulo. Álvaro abriu o placar para os visitantes aos 22' da primeira etapa e o Azulino Michel deixou tudo igual aos 46' ainda no primeiro tempo.

O atacante equatoriano Daniel Angulo foi apresentado nesta sexta no Rei Pelé. A janela de transferência abre no dia 20, e a diretoria do CSA trabalha agora para regularizá-lo. O jogador desfilou até com um chapéu de couro.

Tudo igual

O Confiança conquistou um bom resultado em Maceió. Nesta sexta, visitou o líder CSA, abriu o placar, com Álvaro, e sofreu o empate ainda no primeiro tempo, gol de Michel. Na etapa final, o Dragão passou o ferrolho na defesa e garantiu o empate por 1 a 1 no Estádio Rei Pelé. Assim, o time alagoano chegou a 11 pontos e, pelo menos por enquanto, segue na liderança do Grupo A da Terceirona. Pode terminar a 6ª rodada em terceiro. Com oito, o Confiança é o sexto e não pode ser ultrapassado por ninguém neste fim de semana.

1º tempo

O CSA foi pra cima do Confiança na etapa inicial. Cercou, ciscou, mas caiu numa armadilha. Aos 22 minutos, Álvaro recebeu a bola na esquerda, driblou Thales, passou fácil por Vanger e bateu sem muita força. Mota colaborou e o Dragão abriu o placar. O Azulão pressionou, quase empatou com Vanger, mas o gol só saiu aos 46 minutos. Dick cruzou da direita, Marcos Antônio ajeitou de cabeça e Michel, de peixinho, estufou a rede: 1 a 1.

A chuva incessante castigou o gramado do Trapichão. O técnico Leandro Sena mexeu muito na equipe e travou o CSA nos primeiros minutos. Aos 13', Rômulo dominou de frente para o gol na entrada da área e colocou para fora. Os donos da casa tentavam revidar em jogadas de bola parada, mas Didira e Marcos Antônio não acertavam os cruzamentos. Aos 22', Vanger cochilou e apenas observou Álvaro evitar a saída de bola na ponta esquerda. O atacante do Confiança invadiu a área, driblou Thales, deixou Vanger na saudade, chutou e Mota aceitou.

O primeiro chute perigoso do Azulão do Mutange surgiu aos 36'. Dick bateu de longe e Sílvio espalmou. Logo depois Marcos Antônio arriscou e viu a bola passar perto da trave. Aos 46', Dick cruzou, Marcos Antônio ganhou pelo alto e Michel completou de peixinho, empatando a partida.

2º tempo

O CSA foi melhor segundo tempo, mas faltou o gol. Teve três chances claras. O Confiança, fechadinho, soube segurar o empate no Rei Pelé. Dawhan quase desempatou aos 16, num chute cruzado. Depois, na sequência, Boquita enfiou o pé, houve desvio e a bola pegou travessão do time sergipano. Aos 38 minutos, Silvio salvou o Confiança. Francisco Alex, que entrou muito bem, acertou uma cobrança de falta e o goleirão espalmou para escanteio. No último lance de perigo, o Dragão quase marcou. Rômulo finalizou por baixo, e Mota defendeu com muitas dificuldades, em dois tempos.

Com esse empate em casa por 1x1 diante do seu torcedor, e com o Fortaleza jogando em casa no Domingo, o Azulão do Mutange dificilmente continuará na liderança do seu grupo A nessa 6ª rodada.

Ficha técnica

CSA
1- Mota
2- Dick
3- Thales
4- Leandro Souza
6- Raul
5- Dawhan
8- Boquita
7- Vanger (16- Francisco Alex, aos 12' do 2º tempo)
10- Marcos Antônio (21- Jonathan, aos 18' do 2º tempo)
19- Didira (20- Thiago Potiguar, aos 26' do 2º tempo)
9- Michel
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12- Alexandre Cajuru, 13- Celsinho, 14- Jorge Felipe, 15- Rafinha, 16- Francisco Alex, 17- Caique, 18- Daniel Costa, 20- Thiago Potiguar, 11- Maxuell, 21- Jonathan, 22- Michel Schmöller e 23- Gustavo.

Confiança
1- Silvio
2- Felipe Cordeiro
3- Mimica
4- Anderson
6- Arlan (15- Diogo, aos 15' do 2º tempo)
5- Matheus Salustiano
8- Jardel
7- Everton Santos
10- André Beleza (17- Jussimar, aos 25' do 2º tempo)
11- Álvaro (16- Tiquinho, aos 30' do 2º tempo)
9- Rômulo
Técnico: Leandro Sena
Banco: 12- Henrique, 13- Rafael Silva, 14- Jailton, 15- Diogo, 16- Tiquinho, 17- Jussimar, 18- Almir e 19- Léo Ceará.

Cartão amarelo
CSA: Alexandre Cajuru, Dawhan.
Confiança: Henrique, Anderson.

Arbitragem
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (CBF/PR);
Auxiliar 1: Luiz Souza Santos Renesto (CBF/PR);
Auxiliar 2: André Luiz Severo (CBF/PR);
4º árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (CBF/AL).

Fontes: TNH1, Gazetaweb e Globoesporte.

11 de junho de 2017

CSA anuncia a contratação do atacante equatoriano Daniel Angulo - que já esteve no grupo da seleção equatoriana que disputou a Copa América.

O Centroavante tem 30 anos e reforça o Azulão do Mutange na Série C do Campeonato Brasileiro - Ótima referência, estava no futebol colombiano e também já esteve no grupo da seleção equatoriana que disputou a Copa América de 2015.


O CSA foi buscar seu novo centroavante fora do País. Trata-se do equatoriano Daniel Angulo, de 30 anos. Ele é a mais nova contratação do Azulão do Mutange para a sequência da Série C do Campeonato Brasileiro. Ele estava no Deportivo Pasto, da Colômbia.

Daniel passou por clubes como LDU, Independiente del Valle, Huracan SC, Aucas e Grecia, todos do Equador. No futebol colombiano, atuou no Deportivo Pasto e Santa Fé. Em 2015, ele esteve no grupo da seleção equatoriana que disputou a Copa América.

Daniel chega sexta-feira em Maceió e estará presente na partida do Azulão contra o Confiança, no Estádio Rei Pelé. Agora, o elenco azulino conta com Daniel, Maxuell e Michel como centroavantes.

Técnico do CSA comenta gol de empate no fim: "Um ponto nos faz continuar líder".

O CSA voltou a marcar nos acréscimos do segundo tempo. Contra o Remo, o gol de empate só saiu aos 47 minutos, na cabeçada do volante Dawhan. Com o resultado, o Azulão do Mutange segue na liderança do Grupo A, mas pode perder em caso de vitória do Fortaleza sobre o Cuiabá. Ney da Matta, técnico do CSA, reconheceu a dificuldade enfrentada, mas saiu feliz com o empate.

- Foi muito díficil o jogo. É difícil jogar aqui. É um adversário que vai buscar a vaga pela qualidade, torcida e o treinador que tem. Viemos para para pontuar, buscar a vitória, mas um ponto nos faz continuar líder da competição - disse Ney, que fez uma análise da partida.

- No primeiro tempo, nos preocupamos muito mais em marcar o adversário, que é certo, tem que ter essa preocupação, é um rival com qualidade. Perdíamos muito a bola, nos desfazíamos muito dela. Já no segundo tempo, os jogadores corrigiaram, em alguns setores ali, com Didira, Vanger, Marcos Antônio, Michel, aí passou a segurar mais a bola. Depois que fizemos a mudança, criamos mais oportunidade. Falo sempre o seguinte: Você tem que saber até perder num campeonato como esse aqui. Mas chegou a hora que a derrota não interessava mais para nós, precisávamos buscar o empate. Colocamos dois atacantes, adiantamos os lados, prendemos um volante. Graças a Deus as coisas aconteceram, o empate foi bom, continuamos na ponta do campeonato - declarou.

O Azulão ainda teve algumas chances claras, que não foram aproveitadas. O comandante azulino acredita que, se tivesse mais algum tempo, o time poderia ter conseguido os três pontos.

- Falo para os jogadores que o futebol não tem merecimento, tem a competência de quem empurra a bola para dentro. Tivemos chance com Leandro Souza, Dick, talvez pudéssemos buscar a vitória, mas não temos que contestar isso. Buscamos o empate, se tivesse mais um pouquinho de jogo, poderíamos tentar a vitória.

As duas próximas partidas do CSA serão no Rei Pelé: Confiança, dia 16, e Fortaleza, dia 24. Ney da Matta disse que, mesmo sendo mandante, o torcedor não espere facilidade.

- Agora é saber jogar em casa. São duas partidas difíceis. Diante da nossa torcida, é saber buscar as vitórias, que serão muito importante para nós. Precisamos saber jogar dentro de casa diante do Confiança. É um adversário que tem qualidade. Não vai achar que está em casa e vai matar o jogo de qualquer jeito. É ter organização tática, encaixar um pouco mais a nossa linha, fazendo ela jogar na linha alta, para poder diminuir o espaço do adversário, mas sem desorganizar lá atrás - comentou, e ainda falou sobre a postura que os rivais devem adotar.

- Se a torcida não tiver equilíbrio e apoiar o time, vai ficar ruim. O adversário vem jogar passando na linha da bola. Custamos a ganhar do Moto Club por causa disso, eles se defendiam e tinham o contra-ataque. E a gente que tem que sair dessa situação ruim, desse sistema defensivo deles. Vai ser outra luta, outra dificuldade que iremos encontrar - finalizou Ney da Matta.

O elenco folga na segunda-feira e se reapresenta na terça. O próximo desafio é na sexta-feira, em Maceió, às 20h, contra o Confiança.

Fonte: Globoesporte

CSA continua líder mesmo sem a 5ª rodada do Brasileiro ser finalizada!

Azulão do Mutange, após a conclusão dos jogos de hoje (11/06/2017) pelo Grupo A do Brasileiro da Série C, continua líder com os mesmos 10 Pontos e os mesmos números em todos os aspectos da Equipe do Fortaleza/CE.

(CLICK NA IMAGEM PARA VÊ-LA MELHOR)

Com o empate de hoje contra o Cuiabá, o Fortaleza soma agora 10 pontos no Grupo A na Série C do Brasileiro e segue ao lado do CSA. O Cuiabá agora soma quatro pontos, e continua na lanterna do mesmo grupo da competição. Na sexta rodada, o Cuiabá enfrenta o Salgueiro no domingo (18), no Cornélio de Barros, às 16 horas. Já o Fortaleza encara o Sampaio Corrêa, às 18 horas, no Presidente Vargas, na mesma data.

No próximo compromisso pela Terceirona, o CSA recebe o Confiança, na sexta-feira, dia 16, às 20h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Já o Remo vai até João Pessoa encarar o Botafogo-PB, no dia 19, às 21h, no fechamento da sexta rodada.

ASA e Salgueiro empataram por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Municipal de Arapiraca. O jogo foi válido pela 5ª rodada da Série C do Brasileiro. O gol do Alvinegro foi marcado por Leandro Kível, aos 14 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, os donos da casa perderam o zagueiro André Lima, expulso. Com um jogador a mais, o Carcará partiu pra cima e arrancou o empate com Moreilandia, de falta, aos 31'.

Na próxima rodada, o ASA enfrenta o Moto Clube. O jogo será sábado, às 16h, no Castelão, em São Luis-MA. No domingo, o Salgueiro recebe o Cuiabá, no Estádio Cornélio de Barros.

Ainda com boas chances de subir na tabela, o Confiança/SE enfrenta o Sampaio Corrêa/MA, pela quinta rodada do grupo A. O duelo será na Arena Batistão, em Aracaju, nesta segunda-feira dia 12/Junho fechando a 4ª rodada e valendo uma das vagas do G4.

Mas apesar de um bom início de campanha pelo Azulão do Mutange no Brasileiro de 2017, a sua grande torcida azulina ainda não está comparecendo em bom número as partidas do CSA como mandante, pois a Equipe Maruja aparece apenas em 4º no Ranking Geral do Site do Sr. Goool (veja abaixo).

(CLICK NA IMAGEM PARA VÊ-LA MELHOR)

Fica o convite para os Alagoanos, Simpatizantes e principalmente para os Azulinos de Coração comparecerem em massa nas próximas partidas do CSA em Maceió. E já tem jogo na próxima sexta-feira, dia 16, às 20h, no Estádio Rei Pelé (Trapichão). VAMOS LOTAR O TRAPICHÃO E EMPURRAR O CSA PARA MAIS UMA VITÓRIA.

Fontes: Globoesporte e SRGOOOL.

10 de junho de 2017

CSA empata em 1x1 com o Remo na Cidade de Belém do Pará. Dawhan marcou nos acréscimos e o Azulão do Mutange segue na liderança do Brasileiro da Série C 2017 - Grupo A.


O CSA entrou em campo, na noite deste sábado (10), no Estádio Mangueirão em Belém do Pará, com o objetivo de manter a liderança do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro 2017, e a equipe maruja conseguiu manter pelo menos até o dia de hoje! Isso porque a 5ª rodada tem continuação até a próxima segunda-feira, podendo apenas ser ultrapassado pelo Fortaleza/CE se o mesmo vencer, ou mesmo empatar fazendo pelo menos 2 gols.

O jogo contra o Remo/PA foi válido pela 5ª rodada, terminou com o placar de 1 a 1. O gol remista foi marcado por Jayme, aos 17', do segundo tempo, enquanto Dawhan deixou tudo igual para o Azulão do Mutange, ao 46 minutos do segundo tempo.

A equipe alagoano chegou aos 10 pontos e permaneceu na liderança da chave A da competição. O Leão, por sua vez, aparece na 4ª colocação, com 8. Na próxima sexta-feira (16), às 20h, o CSA volta a campo para enfrentar o Confiança/SE, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O Remo visita o Botafogo/PB, no dia 19, em João Pessoa.

1º Tempo - Azulão começa bem, mas sofre sustos no final da etapa

Em um primeiro momento, o CSA apresentou um jogo compacto, com precisão nos desarmes e com a iniciativa de buscar ligação direta ao ataque. Logo no primeiro minuto, Michel foi lançado entre a zaga paraense e finalizou no canto direito de Vinícius. A redonda saiu pela linha de fundo.

Com a defesa azulina bem postada, a primeira chance do Remo só aconteceu aos 25 minutos do primeiro tempo. Após passe de Mikael, o atacante Nino Guerreiro saiu na cara do gol e Mota salvou o Azulão. Mas, a melhor oportunidade do Leão surgiu após um cochilo do setor defensivo do time marujo. Eduardo Ramos roubou a bola, arrancou em velocidade e tocou para Edgar, que arrematou no travessão. O lance levantou os torcedores presentes no Mangueirão.

2º Tempo - Mordida do Leão e a superação nos acréscimos

O início da segunda etapa foi animador para o Azulão do Mutange. A equipe alagoana se mostrou mais perigosa e esteve perto de abrir o placar. Aos 11', Didira procurou o canto esquerdo de Vinícius, mas o camisa 1 fez uma grande defesa para o time remista.

Apesar do bom momento, o CSA sofreu o gol quando o cronômetro marcou 17 minutos. Eduardo Ramos encontrou Jayme em boas condições, o atacante soltou a bomba e correu para comemorar o 1 a 0 no marcador. O gol encorajou o Leão, que quase ampliou em seguida com Edgar, mas Mota foi preciso no lance. Na sequência, Thales salvou a equipe em cima da linha.

Empate heroico

O time alagoano não sentiu o revés no placar e buscou o empate no Mangueirão. Leandro Souza perdeu uma chance clara na pequena área, aos 27 minutos. O zagueiro recebeu passe de Dick e errou a finalização. Já aos 40', Dick aproveitou cobrança de escanteio, subiu mais que a zaga paraense e cabeceou com estilo. A bola, caprichosamente, passou ao lado da trave.

O Azulão seguiu em busca do empate e o encontrou nos acréscimos do confronto. Após cruzamento, Michel disputou a redonda com a defesa e Dawhan apareceu para cabecear sem chances para Vinícius. O volante, que tem baixa estatura, surpreendeu o setor defensivo do Remo. O clube do Norte deixou a vitória escapar aos 46 minutos.

Ficha técnica

Remo
1- Vinícius
2- Léo Rosa
3- Leandro Silva
4- Igor João
6- Gerson
5- Tsunami
8- Labarthe
7- Mikael
10- Eduardo Ramos (19-Flamel, aos 41' do 2T)
11- Edgar (17-Gabriel Lima, aos 32' do 2T)
9- Nino Guerreiro (18-Jayme, no intervalo)
Técnico: Josué Teixeira
Banco: 12-André Luís, 13-Bruno Costa, 14-Jeferson, 16-Kaio Wilker, 17-Gabriel Lima, 18-Jayme, 19-Flamel e 20-Fininho.

CSA
1- Mota
2- Dick
3- Thales
4- Leandro Souza
6- Raul Diogo
5- Dawhan
8- Boquita
10- Marcos Antônio (21-Thiago Potiguar, aos 21' do 2T)
19- Didira (16-Francisco Alex, aos 21' do 2T)
7- Vanger (20-Maxuell, aos 32' do 2T)
9- Michel
Técnico: Ney da Mata
Banco: 12-Dalton, 13-Celsinho, 14-Cristiano, 15-Rafinha, 16-Francisco Alex, 17-Gustavo, 20-Maxuell, 21-Thiago Potiguar e 22-Michel Schmoller.

Cartão Amarelo
Remo: Tsunami e Labarthe;
CSA: Dick.

Arbitragem
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (CBF/RJ);
Auxiliar 1: Silbert Faria Sisquim (CBF/RJ);
Auxiliar 2: Luiz Antônio Muniz de Oliveira (CBF/RJ);
4º árbitro: Gustavo Ramos Melo (CBF/PA).

Fonte: TNH1

4 de junho de 2017

CSA 2x1 Moto Club/MA - Azulão do Mutange segue na liderança do Brasileiro, jogo foi válido pela 4ª rodada da Série C.


O Azulão do Mutange começou o jogo contra o Moto Club bem diferente da sua última partida, sem Everton Heleno que deixou o clube, o CSA não pôde contar também com o Daniel Costa, que está machucado. Em compensação, cinco novidades apareceram no Azulão, neste domingo: Raul, Vanger, Boquita, Maxuell e Francisco Alex.

Empate frustrante no 1º tempo

O time marujo apresentou um jogo compacto no início, onde valorizou a posse de bola e procurou lançamentos longos para surpreender o adversário. Mas, em um primeiro momento, o Moto Club assustou. Vitinho experimentou de fora da área e obrigou Mota a fazer uma boa defesa. A partir daí, o CSA chegou com mais frequência.

Aos 15 minutos, Vanger se livrou da marcação e buscou o canto esquerdo de Márcio. O goleiro deu um tapa na bola e evitou o gol azulino. Porém, um minuto depois, Francisco Alex levantou a bola na área rubro-negra e Vanger não perdoou. O atacante foi mais esperto que a zaga maranhense, e de cabeça, mandou a redonda para dentro da meta. O Azulão ainda teve a chance de abrir dois gols de vantagem com o atacante Maxuell. O camisa 9 aproveitou cruzamento de Celsinho e arrematou no centro do gol. Márcio, no reflexo, salvou o Moto Club.

Um lance estragou as expectativas marujas. Após disputa de bola com Leandro Souza, o meia Valber caiu na área e o árbitro Bruno Rezende Silva assinalou pênalti. Rafamar cobrou, Mota tocou na redonda, mas não conseguiu impedir que ela entrasse. As equipes foram para o intervalo com o placar de 1 a 1.

Segundo tempo de luta até os últimos minutos

No retorno, o CSA errou passes e não repetiu o desempenho do tempo inicial. Mesmo assim, o time do Mutange buscou o resultado positivo nos instantes finais e quase marcou com Raul Diogo. O lateral tentou de longe e Márcio voltou a se destacar na meta do rubro-negro. Grande defesa do camisa 1.

Já aos 49 minutos, o jogador azulino Raul cruzou e o Dick, de cabeça, colocou no fundo da rede de Márcio Arantes, levantando a grande torcida azulina no estádio Rei Pelé.

Atacante do CSA Vanger falou: "Cara, o nosso grupo é forte. A gente vem trabalhando muito forte durante a semana, a gente sabe a força desse grupo e hoje pode dar alegria a esse torcedor", disse o atacante do CSA.

Final, CSA 2x1 Moto Club/MA.

Com essa vitória nos acréscimos, a equipe do CSA arrancou uma excelente vitória contra Moto Club do Maranhão e reassumiu a liderança do Grupo A, a frente do Fortaleza pelo número de gols marcados, pois as duas equipes possuem os mesmos 9 pontos, em quatro jogos realizados.

Veja a tabela já com os jogos do dia de hoje, faltando apenas uma partida para fechar a 4ª rodada.

O próximo compromisso do Azulão do Mutange é fora de casa contra a forte equipe do Remo/PA, o jogo será no Sábado dia 10/06/2017 no Estádio do Mangueirão às 19h30.

Ficha técnica

CSA
1- Mota
2- Celsinho (13-Dick, aos 32' do 2T)
3- Thales
4- Leandro Souza
6- Raul Diogo
5- Dawhan
8- Boquita
7- Vanger
10- Francisco Alex (18-Marcos Antônio, aos 13' do 2T)
11- Michel
9- Maxuell (20-Gustavo, no intervalo)
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12-Cajuru, 13-Dick, 14-Jorge Felipe, 15-Rafinha, 16-Cristiano, 17-Rayro, 18-Marcos Antônio, 19-Caíque, 20-Gustavo, 21-Thiago Potiguar, 22-Michel Schmoller e 23-Jonathan.

Moto Club
1- Márcio
2- Bebeto
3- Michel
4- Lula
6- Lorran
5- Diogo Oliveira
8- Felipe Dias
7- Vitinho (18-Toni Galego, aos 26' do 2T)
10- Valber
11- Raí (16-Diego Teles, aos 26' do 2T)
9- Rafamar (19-Vinícius Paquetá, aos 20' do 2T)
Técnico: Leston Junior
Banco: 12-Ruan, 13-Laerte, 14-Tote, 15-Max Carrasco, 16-Diego Teles, 17-Alex Henrique, 18-Toni Galego e 19-Vinícius Paquetá.

Cartão Amarelo
CSA: Boquita;
Moto Club: Bebeto e Diego Teles.

Arbitragem
Árbitro: Bruno Rezende Silva (CBF/GO);
Auxiliar 1: Márcio Soares Maciel (CBF/GO);
Auxiliar 2: Tiago Gomes da Silva (CBF/GO);
4º árbitro: Dênis da Silva Ribeiro Serafim (CBF/AL).

Fontes: TNH1, Globoesporte e SRGOOL.

1 de junho de 2017

Bahia e Paysandu têm as maiores médias de público das regiões Norte e Nordeste. CSA é o primeiro do Estado de Alagoas e está em oitavo na tabela.

Confira o ranking!
As regiões Norte e Nordeste do país sempre chamaram a atenção por seus clubes de tradição e, principalmente, pela enorme paixão que o futebol desperta nos seus torcedores, que historicamente sempre tiveram o hábito de ir aos estádios em grande número, promovendo lindos espetáculos.

No entanto, na atual temporada o comparecimento não está sendo dos melhores. Apesar dos bons públicos registrados nas suas fases finais, nem mesmo a Copa Verde e a Copa do Nordeste, competições organizadas pela CBF para estimular o futebol e a enorme rivalidade regional, conseguiram despertar o interesse das torcidas conforme o esperado. Preço do ingresso, medo da violência e excesso de jogos sem caráter realmente decisivo podem ser alguns dos motivos.


O resultado é que nenhuma equipe dessas regiões aparece entre as 10 primeiras no ranking de média de público pagante feito pelo GloboEsporte.com com base nos jogos como mandantes dos 60 clubes das três principais divisões do futebol nacional. Lembrando que além dos três nordestinos da Série A - Bahia, Sport e Vitória - temos ainda seis times do eixo Norte-Nordeste na B - ABC, Ceará, CRB, Náutico, Paysandu e Santa Cruz - e outras nove na C do Brasileiro - ASA, Botafogo-PB, Confiança, CSA, Fortaleza, Moto Club, Remo, Salgueiro e Sampaio Corrêa.

De todos eles, o melhor desempenho é justamente do Tricolor baiano, atual campeão da Copa do Nordeste.

O CSA quer usar o fator casa para se recuperar na Série C do Brasileirão 2017.

O CSA tem duas vitórias em três partidas disputadas na Série C. Um desses resultados positivos foi em casa, no clássico contra o ASA, logo na estreia. Para se recuperar depois de perder para o Botafogo-PB, o Azulão do Mutange conta com o Estádio Rei Pelé para somar mais três pontos.

O clube azulino disputou, como mandante, 15 partidas nesta temporada. Ganhou nove vezes (ASA, Santa Rita, CEO, Coruripe, CRB, Sete de Setembro, CEO, ABC e Murici), empatou três (ASA e CRB, duas vezes) e foi derrotado em três oportunidades (CRB, Itabaiana-SE e Sport Recife). Fez 30 gols e sofreu 12. O aproveitamento é de 66,67%.

Por conta da punição no Campeonato Alagoano, o CSA atuou três vezes no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe. No Rei Pelé, foram 12 jogos como mandante e mais quatro como visitante. Ganhou sete, empatou quatro e perdeu cinco vezes. O desempenho é de 52,09%.

O Azulão defende uma invencibilidade de 11 partidas com o mando de campo por Campeoanto Brasileiro. A última derrota foi para o Sergipe, por 2 a 0, no dia 13 de julho de 2013, pela Série D. Nos 11 jogos, venceu oito (Juazeirense-BA, Guarani-CE, Central, Parnahyba-PI, Altos-PI, Ituano-SP, São Bento-SP e ASA) e empatou três (Vitória da Conquista-BA, Parnahyba-PI e Volta Redonda-RJ.

O técnico Ney da Matta vai mexer na formação titular para o próximo jogo. Everton Heleno pediu e foi liberado pela direção azulina. O comandante do Azulão tem mais dois treinamentos para definir a equipe. O volante Boquita e o meia Caíque surgem como favoritos para assumir a vaga.

CSA e Moto Club se enfrentam neste domingo, às 16h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Com seis pontos, o clube alagoano é o líder do Grupo A. A equipe maranhense tem três pontos e aparece na sétima posição.

Fonte: Globoesporte

30 de maio de 2017

Atlético-GO negocia a contratação do volante Everton Heleno, destaque do CSA no Campeonato Alagoano de 2017.

Jogador de 26 anos foi eleito o melhor do Campeonato Alagoano e já fez 14 gols no ano; diretoria rubro-negra adota cautela para confirmar acerto, mas admite negociação.

Atlético-GO negocia a contratação do volante Everton Heleno, de 26 anos, que deixou o CSA nesta terça-feira. Destaque do time alagoano, ele já tem 14 gols na temporada apesar de atuar como segundo homem de meio-campo e foi considerado o melhor jogador do campeonato estadual.

Everton Heleno foi revelado pelo Sport e passou por times mais modestos, como Petrolina, Sousa, Cotia e Ypiranga-PE até chegar ao Santa Cruz, em 2013. Ele também defendeu o Mogi Mirim e o ASA até ser contratado pelo CSA. No ano passado, o volante ajudou sua equipe a conquistar o vice-campeonato da Série D e a subir para a Terceira Divisão.

Nesta terça-feira o CSA confirmou a saída do jogador, que ainda não revelou seu destino. O Atlético-GO adota cautela para anunciar as contratações, sobretudo depois que o zagueiro Breno, que estava acertado com o Dragão, decidiu ir para o Vasco.

Everton Heleno chegou ao CSA em 2016 e participou da campanha do vice-campeonato da Série D. Com a camisa azulina, ele disputou 41 jogos. O volante deixa o clube na condição de principal artilheiro do Azulão na temporada, com 15 gols. Ele também foi eleito o craque do Campeonato Alagoano 2017.

Com a saída de Heleno, o técnico Ney da Matta conta no grupo com os volantes Dawhan, Boquita, Marcos Antônio e Michel Shmöller.

Fonte: Globoesporte

28 de maio de 2017

CSA volta a mostrar as mesmas falhas do Campeonato Alagoano 2017 e perde fora de casa para o Botafogo-PB por 2x0. O Azulão do Mutange continua com os mesmos seis pontos e ainda permanece na liderança.

O CSA foi derrotado pelo Botafogo-PB na tarde deste domingo (28), no Estádio Almeidão, pela terceira rodada da Série C. Com o tropeço a equipe Azulina perdeu a invencibilidade, mas ainda se mantém na liderança do Grupo A, pelo saldo de gols. Agora, a equipe alagoana volta para a Maceió e se prepara para encarar o Moto Clube, no Rei Pelé.

O jogador do Botafogo-PB, Dico foi o nome do jogo deste domingo. O atacante do Botafogo-PB marcou duas vezes, no Almeidão, em João Pessoa, e o time paraibano acabou com a invencibilidade do CSA na Série C. A vitória por 2 a 0 coloca o Belo na quinta colocação do Grupo A, agora com quatro pontos. O Azulão ficou nos seis, mas ainda está na liderança.

No próximo domingo (04), as equipes voltam a campo pela quarta rodada da competição. O CSA desafia o Moto Club/MA, no Estádio Rei Pelé. Já o Botafogo/PB enfrenta o Salgueiro/PE, no Almeidão. Os dois jogos acontecem às 16h.

Contidos

O Botafogo/PB trocou passes e manteve a posse de bola, com o objetivo de jogar no campo do Azulão no início do duelo. O time marujo, por sua vez, esperou o adversário e tentou apostar nos contra-ataques. Aos 16', Rafael Oliveira teve a chance de marcar o primeiro gol do encontro, mas após bola alçada na grande área por Lito, o atacante cabeceou no canto esquerdo e errou o alvo.

Com mais presença no ataque, o Belo incomodou mais uma vez a zaga azulina. Dico fez boa jogada pela esquerda e finalizou rasteiro para o gol, porém Mota, bem posicionado, defendeu o chute em dois tempos. O CSA respondeu em um contra-golpe. Marcos Antônio foi lançado pela esquerda e arriscou o arremate de fora da área. Michel Alves espalmou.

A equipe alagoana chegou a melhorar na reta final da etapa, mas não assustou o gol alvinegro. O primeiro tempo terminou com poucas oportunidades e sem alteração no placar.

Golpe duplo

Com apenas três minutos de bola rolando na segunda etapa, Rafael Oliveira chutou, Mota deu rebote e Dico aproveitou a sobra para abrir o marcador. Thales tentou evitar o gol em cima da linha, mas se enrolou e a redonda morreu dentro da meta do CSA. O árbitro José Cláudio Rocha Filho assinalou o gol para o camisa 11 do Botafogo/PB.

O resultado negativo fez a equipe azulina se soltar mais no encontro. As entradas de Vanger e Caíque, por opção de Ney da Matta, deram uma sacudida na equipe, que se aproximou do gol de empate. Porém, aos 24 minutos, Dico aproveitou falha de Celsinho e fuzilou as redes do Azulão.

Cinco minutos depois do gol, o alvinegro ficou com a formação desfalcada. Após uma falta no setor de meio-campo, o zagueiro André recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso do duelo. Mesmo com a vantagem de ter um jogador a mais, o CSA não conseguiu diminuir a diferença e perdeu pela primeira vez na terceirona.

Ficha técnica

Botafogo/PB
1- Michel Alves
15- Lito
3- Plínio
21- André
14- Alysson (5-Jadson, aos 20' do 2T)
20- Magno
7- Djavan
22- Cleyton (23-Walber, aos 31' do 2T)
10- Marcinho (16-Sapé, aos 42' do 2T)
11- Dico
19- Rafael Oliveira
Técnico: Itamar Schulle
Banco: 12-João Manoel, 5-Jadson, 8- Val, 9-Warley, 16-Sapé, 17-Patrick Mota, 18-Luiz Gustavo e 23-Walber.

CSA
1- Mota
2- Celsinho
3- Thales
4- Leandro
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Everton Heleno (19-Caíque, aos 8' do 2T)
7- Marcos Antônio (21-Raul Diogo, aos 23' do 2T)
10- Daniel Costa
11- Thiago Potiguar (20-Vanger, aos 8' do 2T)
9- Michel
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12-Dalton, 13-Jorge Felipe, 14-Dick, 15-Boquita, 16-Rayro, 17-Gustavo, 18-Francisco Alex, 19-Caíque, 20-Vanger, 21-Raul Diogo, 22-Michel Schmoller e 23-Maxuell.

Cartão Amarelo
Botafogo/PB: André;
CSA: Celsinho e Marcos Antônio.

Cartão Vermelho
Botafogo/PB: André.

Arbitragem
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho (CBF/SP);
Auxiliar 1: Diogo Correia dos Santos (CBF/SP);
Auxiliar 2: Luiz Alberto Andrini Nogueira (CBF/SP);
4º árbitro: Pablo dos Santos Alves (CBF/PB).

Fonte: TNH1

23 de maio de 2017

Presidente do CSA - Rafael Tenório diz que elenco do Azulão do Mutange "está fechado".

Após reformulação, grupo azulino conta com 34 jogados sob o comando do técnico Ney da Matta.

Após perder o título do Campeonato Alagoano para o maior rival, o CSA logo iniciou uma grande reformulação no elenco para o início da Série C. Com a contratação de 16 atletas - com oito tendo sido dispensados -, o Azulão, agora, dispõe de 34 jogadores para tentar o acesso à Série B ao término da temporada. E de acordo com o presidente do clube, Rafael Tenório, este será o grupo de profissionais durante toda a disputa do Brasileiro.

O presidente azulino afirmou, na tarde desta terça-feira (23), acreditar que o principal problema do CSA no Estadual, "a falta de peças de reposição", está resolvido. "Nós não tínhamos peça de reposição. Facilitamos o trabalho do treinador com a chegada dos reforços. E o atual número de atletas é bastante generoso, pois, o Ney da Matta tem à disposição jogadores de qualidade", afirmou.

Coincidência ou não, o fato é que o time marujo iniciou bem a Terceirona, com duas vitórias em dois jogos, além de cinco gols marcados e nenhum sofrido até aqui. Contudo, apesar da liderança no grupo A, Rafael Tenório prega cautela para o restante da competição.

"Os resultados estão vindo, graças a Deus. Não ganhamos nada e vamos continuar com o mesmo objetivo, tentando somar ponto fora de casa e e fazendo o dever de casa para conseguirmos a classificação. Seguimos firmes na busca de nossos objetivos, que são o acesso para a Série B e a luta, na repescagem, por vaga na Copa do Nordeste do ano que vem", reforçou o mandatário.

Tarde desta terça-feira foi marcada por jogo-treino contra equipe que disputa o Campeonato Alagoano Sub-20. Maxuel deixou sua marca em vitória por 3x0.

O atacante Maxuel, três dos últimos contratados pelo CSA para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C, é mais um atleta regularizado para participar dos jogos desta competição de âmbito nacional.

Maxuel chegou ao Mutange na semana passada, junto ao volante Michel Schmöler. E esta semana começou com o clube anunciando a aquisição do zagueiro Rodrigo Lobão, que nessa segunda se submeteu a exames médicos e na tarde desta terça-feira participou do primeiro treino com os novos companheiros.

O trabalho desta tarde foi marcado por um jogo-treino com a equipe que participa do Alagoano Sub-20. O time profissional foi formado pelos jogadores que não viajaram a São Luís para enfrentar o Sampaio Corrêa no sábado passado. O placar foi 3x0 para os profissionais e Maxuel deixou a sua marca. Os outros gols foram assinalados pelo também atacante Vanger e pelo volante Michel Schmöler.

O CSA está em preparação para enfrentar o Botafogo em João Pessoa, no próximo domingo, pela 3ª rodada da Série C 2017.

Confira o elenco atual do CSA:

Goleiros: Mota, Alexandre Cajuru e Dalton;

Laterais: Celsinho, Dick, Raul, Rayro e Rafinha;

Zagueiros: Thales, Mateus Lima, Leandro Souza, Ramon, Jorge, Ramon, Fellipe, Cristiano e Rodrigo Lobão;

Volantes: Marcos Antônio, Everton Heleno, Dawhan e Boquita;

Meias: Didira, Thiago Potiguar, Daniel Costa, Francisco Alex, Rosinei, Cassiano e Caíque;

Atacantes: Vanger, Luís Soares, Jonathan, Lessinho, Gustavinho e Michel e Maxuell.

Fonte: Gazetaweb

20 de maio de 2017

CSA vence fora de casa o Sampaio Corrêa por 2x0, Azulão do Mutange segue na liderança do seu grupo no Brasileiro, agora com 6 pontos de 6 possíveis.

O CSA venceu mais uma pela segunda rodada da Série C do Brasileirão, na tarde deste sábado, diante do Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão, no Maranhão. Tudo aconteceu ainda no primeiro tempo, o Azulão do Mutange se mostrou muito bem posicionado em campo neutralizando a equipe do Sampaio Correia que não teve forças para pelo menos empatar em casa.

O jogador azulino Daniel Costa, abriu o placar no Castelão, Sampaio Corrêa 0x1 CSA.

Já o jogador Marcos Antônio ampliou para o Azulão, fazendo no Sampaio Correia o segundo do CSA, logo depois o goleiro Mota pegou um pênalti e o Azulão do Mutange seguiu vencendo por 2 a 0, esta foi a segunda penalidade defendida pelo arqueiro azulino na temporada de 2017, a primeira foi em Arapiraca quando o CSA conseguiu vencer e ir para a final do campeonato alagoano.

Com a sua segunda vitória seguida, o Azulão chega a seis pontos na chave A e mostra força no início do Brasileiro.

CLASSIFICAÇÃO ATUAL - BRASILEIRO SÉRIE C 2017

AZULÃO BOTOU BANCA!

O CSA colocou banca no Castelão, em São Luís-MA. Com dois gols no primeiro tempo, o Azulão venceu Sampaio Corrêa por 2 a 0 na tarde deste sábado e manteve a liderança do Grupo A da Terceirona, agora com seis pontos. marcaram para o time alagoano o meia Daniel Costa e o volante Marcos Antônio. No segundo tempo o goleiro Mota ainda defendeu um pênalti cobrado por Esquerdinha e garantiu a segunda vitória do time marujo na Série C.

JOGO MOVIMENTADO

O Sampaio Corrêa e o CSA fizeram um jogo bom movimentado, no Castelão. Dois gols, pênalti perdido e bola na trave foram os ingredientes da partida. O Azulão venceu por 2 a 0 e ainda mandou uma bola na trave. Os donos da casa não se renderam e pressionaram o tempo todo. Aos 9' do segundo tempo, Esquerdinha teve a chance de marcar para o Tricolor, mas perdeu o pênalti. Mota, com uma atuação importante na partida, defendeu.

PANORAMA

Com a vitória, o CSA segue na liderança do Grupo A, agora com seis pontos. O próximo compromisso do time azulino será contra o Botafogo-PB, domingo, às 16h, no Almeidão, em João Pessoa-PB. Já o Sampaio Corrêa, segue com três pontos, e vai enfrentar o ASA, em Arapiraca. O jogo será domingo, pela terceira rodada da Série C.

BILHETERIA

Público pagante: 3.170
Público total: 5.090
Renda: R$ 51.335,00

Ficha técnica

Sampaio Corrêa
1- Alex Alves
2- Roniery
3- Maracas
4- Fredson
6- Esquerdinha
5- Diego Silva
8- Marlon
7- Valderrama (17-Felipe Marques, aos 38' do 1T)
10- Hiltinho
11- Fernando Sobral (15-César Sampaio, aos 17' do 2T)
9- Uilliam
Técnico: Francisco Diá
Banco: 12-Jean, 13-Aquiras, 14-Alex, 15-César Sampaio, 16-Pedro Costa, 17-Felipe Marques, 18-Célio Holanda e 19-Ricardo Maranhão.

CSA
1- Mota
2- Celsinho
3- Thales
4- Leandro Souza
6- Rafinha
5- Dawhan
8- Everton Heleno
7- Marcos Antônio (16-Rayro, aos 21' do 2T)
10- Daniel Costa (19-Caíque, aos 12' do 2T)
11- Thiago Potiguar (15-Boquita, aos 27' do 2T)
9- Michel
Técnico: Ney da Matta
Banco: 12-Cajuru, 13-Jorge Felipe, 14-Dick, 15-Boquita, 16-Rayro, 17-Gustavo, 18-Francisco Alex, 19-Caíque e 20-Vanger.

Cartões Amarelos
Sampaio Corrêa: Esquerdinha;
CSA: Thales e Leandro Souza.

Arbitragem
Árbitro: Salim Fende Chavez (CBF/SP);
Auxiliar 1: Leandro Matos Feitosa (CBF/SP);
Auxiliar 2: Patrick André Bardauil (CBF/SP);
4º árbitro: Paulo Sérgio Santos Moreira (CBF/MA).

Fontes: Globoesporte, TNH1, SRGOOL.

15 de maio de 2017

CSA - Ney da Matta começa bem e com goleada de 3x0 sobre o ASA, conversa e marcação na frente. Azulão enfrenta o Sampaio Corrêa no Sábado, dia 20, em São Luís-MA.

Treinador destaca que entrega dos jogadores e obediência tática foram fundamentais na estreia da Série C. Azulão agora vai pegar o Sampaio Corrêa fora de casa. A delegação azulina vai deixar Maceió na próxima quinta, seguindo direto para São Luis/MA.

O CSA estreou bem na Série C do Brasileiro e aplicou 3 a 0 no ASA. Estreante, o técnico Ney da Matta falou após a partida no Rei Pelé e apontou o que foi decisivo para começar a Terceirona com uma vitória elástica no clássico.

- Nós sabíamos a dificuldade que era, procuramos mexer pouco na estrutura do time para dar sequência no trabalho e ir ajustando uma ou outra peça, principalmente, porque foram feitas muitas contratações. Nós nos preocupamos com a valorização de todo mundo, eu falei com eles ali agora: "Futebol é coletivo, é um ajudando ao outro, um completando o outro, na hora que nós erramos, o companheiro tem estar ali perto para ajudar". Foi o jogo da superação, de muita disposição, muita entrega dos jogadores e eu acho que foi por isso que, além da qualidade dos jogadores, o resultado positivo veio - disse.

Satisfeito com o desempenho coletivo da equipe, o treinador destacou também a obediência tática.

- Eles foram muito obedientes. Assim, não adianta volante estar passando na frente de meia, meia passando na frente dos atacantes; é setor que tem que fazer a jogada. Eu falei para eles: "Não adianta você ter jogadores com velocidade na frente, se você não usa eles. Não adianta você ter jogadores com velocidade, se você leva a bola nos pés dele. Toda vez que você leva a bola no pé, você leva o marcador junto, aí dificulta para todo mundo". E o legal que eles entenderam rápido essa situação; o Thiago Potiguar, o próprio Daniel [Costa], o próprio Everton Heleno. Eles tiraram a bola do pé e a fizeram a bola... E no segundo tempo, nós fizemos mudanças e eles deram sequência para fazer funcionar o coletivo. Eu falo sempre que a melhor defesa hoje em um time é na frente. Se aquelas três peças da frente ajudarem a marcar, a bola só chega espirrada lá atrás. Esse é o pensamento nosso e o que nós pensamos para o futebol - salientou.

Ney da Matta afirmou ainda que estudou a equipe alvinegra, entendendo a forma como o time de Maurílio Silva costuma jogar.

- Nós vimos várias vezes os jogos do ASA com o nosso time, e é um time que usa muito a bola longa, fazem o pivô com o centroavante e a entrada, o facão, com os atacantes. Hoje nós fizemos a sobra, tivemos uma sobra legal do Leandro [Souza] com o Thales, e isso diminuiu essa qualidade e o jogo que o adversário tem. Um adversário perigoso, alguns jogadores tiveram a oportunidade de trabalhar conosco, jogadores que requerem um cuidado muito grande, mas o nosso time foi bem postado; em momento algum você viu um zagueiro nosso abandonar setor, em momento algum você o Dawhan ou o Heleno, que é quem tinha essa liberdade, passar à frente dos meias nosso. Então assim, e quando perdia a bola, nós estávamos bem protegidos. nós tínhamos um pequeno erro no começo do jogo, que estavam flutuando o 11 e 9 e isso estava confundindo um pouquinho o lado esquerdo nosso. mas no segundo acertou e as coisas ocorreram certas, favoráveis para nós - concluiu.

Salim Fende Chavez-SP apita Sampaio Corrêa x CSA no sábado, dia 20, em São Luís-MA.
Em 2016, ele comandou CSA 3x0 Altos-PI, na Série D.

Fonte: Globoesporte

A TORCIDA MAIS FANÁTICA DO NORDESTE DO BRASIL!

O show da torcida Azulina

O show da torcida Azulina
...o trapichão é nosso!